ANÁLISE RETÓRICA DAS CAMPANHAS SOBRE HIV/AIDS NO BRASIL E EM OUTROS PAÍSES

MARCELO LEANDRO GARCIA, MARTA BELLINI, REGINA MARIA PAVANELLO

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar a analise retórica de 12 imagens de campanhas preventivas da HIV/Aids divulgadas no Brasil, França, Portugal, Argentina e Estado Unidos no período de 2000 a 2006. Das 12 imagens, 4 são francesas, 4 brasileiras, 1 argentina, 2 provenientes dos Estados Unidos e 1 de Portugal. Em um primeiro momento foram observadas as particularidades das figuras e destacados: a) local em que
a campanha foi produzida; b) data ou período de divulgação; c) origem: governamental, não governamental ou privada. Em seguida passamos à análise retórica dessas figuras
para a qual adotamos, metodologicamente, a abordagem qualitativa fundamentada em Bauer e Gaskell (2005). Pode-se observar que as campanhas francesas de 2004 e 2005, a
argentina de 2005 e as americanas de 2003 e 2005 circulam sentidos de terror à síndrome e sua prevenção. As campanhas brasileiras apresentadas em 2001 e 2002 optaram por outros recursos retóricos e sugerem alternativas mais agradáveis e mais informativas. É nítida nas campanhas brasileiras a superação de preconceitos em relação à homossexualidade, ao negro e mesmo de questões religiosas marcantes na cultura do
povo brasileiro.
Palavras-chave: Aids, Campanhas, figuras de retórica, prevenção

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2011.v4i1.a21099

Apontamentos

  • Não há apontamentos.