PROMOÇÃO DA ADESÃO AO TRATAMENTO DA TUBERCULOSE (TB): EXPERIÊNCIA DE AVALIAÇÃO E PRODUÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO SOBRE TB

Anna Cristina Calçada Carvalho, Valéria da Silva Trajano, Lucia Maria Pereira de Oliveira, Valéria Machado da Costa, Lúcia Lúcia de La Rocque, Marneili Martins, Lorrayne Isidoro Goncalves, Pedro da Silva Martins, Marisa Augusta Oliveira, Tania Cremonini de Araújo-Jorge

Resumo


A tuberculose (TB) é hoje a principal causa de morte por doença infecciosa no mundo. No Brasil, o abandono do tratamento da TB representa o maior desafio a ser superado no controle da doença. No presente estudo, profissionais da área da saúde, educação e comunicação avaliaram e produziram material educativo sobre TB tendo como tema principal o tratamento da doença. A primeira fase do projeto consistiu na avaliação do material educativo sobre TB já existente, feita por meio da ficha para avaliação de material impresso em saúde da Organização Panamericana de Saúde (OPAS). Em seguida, foram realizados outros quatro encontros para discussão e definição do texto, das imagens e do design gráfico do novo material a ser produzido. Foram elaborados um calendário e um folder, utilizando fotografias de acesso livre na internet.  Procurou-se transmitir mensagens positivas “Tuberculose tem cura”, de encorajamento para a realização da terapia, ressaltando a necessidade do acompanhamento clínico durante o tratamento pelos profissionais de saúde. A possibilidade da ocorrência de efeitos colaterais ao tratamento anti-TB também foi abordada, sendo inseridas mensagens relativas à transmissibilidade do bacilo, fator que ainda gera muitas dúvidas entre pacientes e familiares e é causa de isolamento dos pacientes do convívio social. O teste de legibilidade escolhido avaliou o texto final do folder e do calendário, respectivamente, como história em quadrinhos e excepcional. O calendário “TB tem cura” foi distribuído em janeiro de 2016 na Clínica da Família Rinaldo de Lamare, que assiste à população da Rocinha, no Rio de Janeiro. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2018.v11i3.a21621

Apontamentos

  • Não há apontamentos.