A PERSPECTIVA CTS E O ENSINO DE CIÊNCIAS ENTRE ACADÊMICOS DE ENGENHARIA AMBIENTAL: manifestações discursivas

Fernanda Peres Ramos, Marcos Cesar Danhoni Neves, Michel Corci Batista, Mariana Pereira Souza

Resumo


Acredita-se perdurar nos ambientes formais e informais de ensino a crença de que as soluções para as mazelas da sociedade ocorram apenas pelo desenvolvimento científico, esquecendo-se das dimensões históricas e sociais envolvidas nesse contexto. Na tentativa de romper com esse modelo, iniciou-se a partir da década de 1970, propostas curriculares para a educação básica com destaque nas relações entre ciência-tecnologia-sociedade (CTS). O objetivo central desse movimento tem sido fomentar a alfabetização científica dos cidadãos, contribuindo para a construção da tomada decisões responsáveis sobre questões envolvendo CTS. Diante disso, esta pesquisa buscou identificar o alcance de ações CTS em um curso de Engenharia Ambiental no estado do Paraná. A coleta de dados se deu entre acadêmicos a partir do 7º período, por meio de questionários semi-estruturados sobre temas que envolvam a produção de conhecimentos científico-tecnológicos e seu alcance para a sociedade e o ambiente. Para análises dos discursos foi utilizadas categorias da Análise do Discurso (AD). Tal metodologia permite uma reflexão voltada para a observação das manifestações discursivas explícitas e implícitas nos discursos. Um sucinto movimento analítico esclareceu a pertinência de discussões sobre ensino, epistemologia e apelo social envolvido nas pesquisas voltadas às engenharias ambientais no contexto contemporâneo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2019.v12i2.a21646

Apontamentos

  • Não há apontamentos.