EXPERIMENTOS DE PENSAMENTO: UMA PROPOSTA ADJUNTA AO ESTUDO E COMPREENSÃO DE CONCEITOS FÍSICOS NÃO-EXPERIMENTÁVEIS EM AMBIENTES EDUCACIONAIS

Guilherme Moisés Sampaio, Emerson Ferreira Gomes

Resumo


O uso da imaginação no ensino de Física poderia ser um dos recursos mais utilizados na prática da Física Moderna, especialmente porque na própria concepção de algumas hipóteses dessa área, observa-se o uso de idealizações. Pesquisas em Ensino de Física, sobre o uso didático de Experimentos de Pensamento, sugerem que essas experiências elaboradas no imaginário podem ser úteis na aprendizagem de fenômenos difíceis de serem observados em condições de laboratório físico. Assim, buscaremos neste artigo analisar algumas características destes experimentos teóricos, de forma que possamos aplicá-lo como um instrumento em potencial ao ensino de Física, de modo a criar um senso crítico sobre realizações experimentais, além da percepção e do raciocínio lógico que eles podem demonstrar.

Palavras-chave: Experimentos de Pensamento; Física Moderna; Ensino de Física.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/esa.v9i2.462

Apontamentos

  • Não há apontamentos.