O sujeito nos textos de Vigotski e do Círculo de Bakhtin: implicações para a prática da pesquisa em educação

Maria Teresa de Assunção Freitas, Alessandra Sexto Bernardes, Ana Paula Marques Sampaio Pereira, Maria Leopoldina Pereira

Resumo


Neste artigo a concepção de sujeito nas obras de Vigotski e Bakhtin e seu Círculo é revisitada em um diálogo com as produções doGrupo de Pesquisa LIC – Linguagem, Interação e Conhecimento da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz deFora, em seus 19 anos de trajetória no campo da pesquisa em educação. Considerando o outro como peça indispensável de todoo processo dialógico que permeia as teorias de Vigotski e Bakhtin, delineia-se brevemente o cerne do fazer metodológico do grupode pesquisa LIC que, ancorado no materialismo histórico e dialético, compreende o(s) sujeito(s) da pesquisa como participantesresponsivos, ativos, dialógicos. Sem a pretensão de formatar uma concepção de sujeito segundo os teóricos russos, são enfocadas ascondições de possibilidades que permitem pensar a produção de sentidos nos aspectos interconstitutivos de suas múltiplas dimensões:singular e coletiva, subjetiva e objetiva, biológica e cultural, histórica e dialética.

Palavras-chave


concepção de sujeito; pesquisa em educação; Vigotski; Bakhtin

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, M. O pesquisador e seu outro: Bakhtin nas ciências

humanas. São Paulo: Musa, 2004.

BAKHTIN, M. Toward a Philosophy of the act. Tradução de

Vadim Liapunov. Texas: University of Texas Press, 1993.

BAKHTIN, M. Arte e responsabilidade. In: ______. Estética da

criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003a. p. XXXIIIXXXIV.

BAKHTIN, M. O autor e a personagem. In: ______. Estética

da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003b. p. 3-194.

BAKHTIN, M. Os apontamentos de 1970-1971. In: ______.

Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003c.

p. 367-392.

BAKHTIN, M. [VOLOCHÍNOV, V. N.]. Marxismo e Filosofia

da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1988.

BAKHTIN, M. [VOLOCHÍNOV, V. N.]. O Freudismo. São

Paulo: Perspectiva, 2007.

EMERSON, C. Os 100 primeiros anos de Mikhail Bakhtin. São

Paulo: DIFEL, 2003.

FARACO, C. A. Apresentação. In: FARACO, C. A. et al.

(Org.). Diálogos com Bakhtin. Curitiba: UFPR, 2001. p. 9-20.

FREITAS, M. T. A. Nos textos de Bakhtin e Vigotski: um

encontro possível. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin, dialogismo e

construção de sentido. Campinas: UNICAMP, 1997. p. 311-330.

FREITAS, M. T. A. Discutindo sentidos da palavra intervenção

na pesquisa de abordagem histórico-cultural. In: FREITAS, M.

T. A.; RAMOS, B. S. (Org.). Fazer pesquisa na abordagem

histórico-cultural: metodologias em construção. Juiz de Fora:

UFJF, 2010. p. 13-24.

FREITAS, M. T. A. A linguagem como constituidora da

consciência e elemento transformador no processo da vida

humana: uma leitura histórico-cultural. In: REUNIÃO ANUAL

DA ANPEd, 35., 2012, Porto de Galinhas - PE. Educação,

cultura, pesquisa e projetos de desenvolvimento: o Brasil do

século XXI. Rio de Janeiro: ANPEd, 2012. v.1. Disponível

em:

GT20%20Trabalhos/GT20-2186_int.pdf>. Acesso em: 02 abr.

FREITAS, M. T. A. Identidade e alteridade em Bakhtin. In:

PAULA, L. de; STAFFUZA, G. (Org.). Círculo de Bakhtin:

pensamento interacional. Campinas: Mercado de Letras, 2013.

v. 3, p.183-199.

FREITAS, M. T. A.; RAMOS, B. S.; SANTOS, I. S. A trajetória

de pesquisa do grupo LIC: formação de professores, letramento

e tecnologias digitais. In: MIRANDA, S. R.; MARQUES, L. P.

(Org.). Trajetórias: caminhos na pesquisa em Educação. Juiz de

Fora: UFJF, 2009. p. 19-43.

FREITAS, M. T. A.; RAMOS, B. S. (Org.). No fluxo dos

enunciados, um convite à contrapalavra. In: ______. Fazer

pesquisa na abordagem histórico-cultural: metodologias em

construção. Juiz de Fora: UFJF, 2010. p. 7-12.

GERALDI, J. W. A aula como acontecimento. São Carlos:

Pedro & João, 2010.

LEVY, P. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

MORSON, G. S.; EMERSON, C. Mikhail Bakhtin: criação de

uma prosaística. São Paulo: EDUSP, 2008.

PINO, A. As marcas do humano: às origens da constituição

cultural da criança na perspectiva de Lev S. Vigotski. São

Paulo: Cortez, 2005.

PONZIO, A. A revolução Bakhtiniana. São Paulo: Contexto,

SOBRAL. A. Concepção de Sujeito do Círculo, In: ______. Do

dialogismo ao gênero: as bases do pensamento do círculo de

Bakhtin. Campinas: Mercado de Letras, 2009. p.47-60.

VIGOTSKI, L. S. A Formação Social da Mente. São Paulo:

Martins Fontes, 1999.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem.

São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VIGOTSKI, L. S. Psicologia Pedagógica. Porto Alegre:

Artmed, 2003.

VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância. São

Paulo: Ática, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: