Interações, práticas, políticas e modos de gestão: o referencial histórico cultural nas teses e dissertações do grupo INFOC de 2003 a 2013

Alexandra Pena, Maria Leonor Pio Borges de Toledo, Silvia Néli Falcão Barbosa

Resumo


Tendo em perspectiva que o pesquisador que pretende investigar as crianças como sujeitos deve levar em conta quem são ascrianças, como participam do processo de produção dos conhecimentos, que significados produzem sobre a realidade que as cerca,este artigo faz o levantamento da presença de Vigotski na produção acadêmica do grupo INFOC – Infância Formação e cultura,envolvendo pesquisas no período de 2003 a 2013. De 30 pesquisas, oito trazem Vigotski como referência para analisar interaçõese práticas entre crianças e destas com os adultos em creches, pré-escolas. Um estudo se realiza em um museu e dois abordampolíticas de educação infantil e formação de profissionais. Este artigo faz também o levantamento dos livros utilizados como fontede pesquisa, bem como que conceitos estão presentes. Com este levantamento, pretendeu-se verificar como o enraizamento dasideias de Vigotski, enquanto um dos autores de referência desse grupo, se ramifica nas pesquisas individuais.


Palavras-chave


Vigotski; produção acadêmica; pesquisa

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, M. O pesquisador e seu outro: Bakhtin nas ciências

humanas. São Paulo: Musa, 2001.

BARBOSA, S. N. F. “O que você está escrevendo?” – Na pesquisa

com crianças o exercício de compreender e ser compreendido.

In: KRAMER, S. Retratos de um desafio: crianças e adultos na

educação infantil. São Paulo: Ática, 2009. p. 24-35.

CORSARO, W. Sociologia da infância. Porto Alegre: Artmed,

KRAMER, S. (Coord.). et al. Relatório da pesquisa: formação

de profissionais da educação infantil no estado do rio de janeiro.

Rio de Janeiro: Ravil, 2001.

KRAMER, S. (Org.). Profissionais de educação infantil: gestão

e formação. São Paulo: Ática, 2005.

KRAMER, S. (Org.). Retratos de um desafio. São Paulo, Ática,

KRAMER, S.; SANTOS, T. R. L dos. Contribuições de Lev

Vigotski para a pesquisa com crianças. In: MARCONDES, M.

I.; OLIVEIRA, I. A. de; TEIXEIRA, E. (Org.). Abordagens

teóricas e construções metodológicas na pesquisa em educação.

Belém, PA: ABEU/UEPA, 2012. p. 17-36.

NUNES, F. F. R.; CORSINO, P.; KRAMER, S. Educação

infantil e políticas municipais: em estudo longitudinal.

Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 148, p. 152-175,

jan./abr. 2013.

PEREIRA, R. M. R.; JOBIM e SOUZA, S. Infância,

conhecimento e contemporaneidade. In: KRAMER, S.; LEITE,

M. I. (Org.). Infância e produção cultural. Campinas, SP:

Papirus, 1998. p. 25-42.

VIGOTSKI, L. S. Formação social da mente. São Paulo:

Martins Fontes, 2000.

VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância. São

Paulo: Ática, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: