Os objetos e o tratamento da criança autista

Ariana Lucero, Angela Vorcaro

Resumo


O objetivo deste artigo é refletir sobre o uso dos objetos no tratamento psicanalítico da criança autista. Primeiramente, teceremos algumas considerações a respeito da importância do objeto na constituição subjetiva, a partir da oposição freudiana entre os princípios de prazer e de realidade. A seguir, retomaremos as considerações de Tustin sobre o objeto autístico e o caso Joey, de Betelheim, para, finalmente, discutir com autores contemporâneos a pertinência de nossa proposta.


Palavras-chave


autismo; constituição subjetiva; tratamento; objeto; psicanálise

Texto completo:

PDF

Referências


BARROSO, S. O autista, mestre da linguagem. In: MURTA, A.; CALMON, A.; ROSA, M. (Org.). Autismo(s) e atualidade: uma leitura lacaniana. Belo Horizonte: Scriptum, 2009. p. 135-149.

BETTELHEIM, B. A fortaleza vazia (1967). São Paulo: Martins Fontes, 1987.

BOCKE, K.; DELIUS, M. L’enfant autiste et sa mère au pays de Mahler et Tustin. Bulletin du Groupe Petite Enfance, n. 10, p. 130-135, 1997.

BONNAT, J.-L. (Org.). La machine autistique: fonctions. In: ______. Autisme et psychose: machine autistique et délire machinique. Rennes, FR: Presses Universitaires de Rennes, 2008. p. 191-201.

FREUD, S. Escritores criativos e devaneio (1908). In: SALOMÃO, J. (Org.). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1976. v. 9, p. 147-158. Edição Standard Brasileira.

FREUD, S. Projeto de uma psicologia (1895). Tradução de Osmyr Gabbi Jr. Rio de Janeiro: Imago, 1995.

FREUD, S. A Negativa (1925). In: ______. Escritos sobre a Psicologia do Inconsciente. Tradução de: Luiz Hanns. Rio de Janeiro: Imago, 2007. v. 3, p. 145-157.

GRANDIN, T.; SCARIANO, M. Uma menina estranha: autobiografia de uma autista. São Paulo: Cia. das letras, 1999.

KANNER, L. Os distúrbios autísticos do contato afetivo. 1943. Disponível em: . Acesso em: 20 de jun. 2012.

LACADÉE, P. Pour une clinique de l’autisme. Bulletin du Groupe Petite Enfance, n. 10, p. 47-54, 1997.

LACAN, J. O Seminário: os quatro conceitos fundamentais da psicanálise (1964). Rio de Janeiro: J. Zahar, 1979. livro 11.

LACAN, J. O Seminário: a relação de objeto (1957-1958). Rio de Janeiro: J. Zahar, 1995. livro 4.

LACAN, J. O Seminário: a ética da psicanálise (1959-1960). Rio de Janeiro: J. Zahar, 1997. livro 7.

LACAN, J. O Seminário: de um Outro ao outro (1968-1969). Rio de Janeiro: J. Zahar, 2008. livro 16.

LAURENT, E. Reflexões sobre o autismo. In: ______. A Sociedade do Sintoma. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2007. p. 25-34.

LAURENT, E. O que nos ensinam os autistas. In: MURTA, A.; CALMON, A.; ROSA, M. (Org.). Autismo(s) e atualidade: uma leitura lacaniana. Belo Horizonte: Scriptum, 2012. p. 17-44.

LUCERO, A.; VORCARO, A. Das Ding e o outro na constituição psíquica. Estilos da Clínica, ano XIV, n. 27, p. 230-251, 2009.

MAHLER, M. O nascimento psicológico da criança. Porto Alegre, RS: Artmed, 2002.

MALEVAL, J.-C. Ébauche d’une approche de la spécificité de la psychose autistique. Bulletin du Groupe Petite Enfance, n. 10, p. 136-138, 1997.

MALEVAL, J.-C. Qual o tratamento para o sujeito autista?. Revista da Faculdade de Educação da UFG, Goiânia, v. 34, n. 2, p. 405-452, 2009a.

MALEVAL, J.-C. Os objetos autísticos complexos são nocivos. Psicologia em Revista, v. 15, n. 2, p. 223-254, 2009b.

MALEVAL, J.-C. Língua verbosa, língua factual e frases espontâneas nos autistas. In: MURTA, A.; CALMON, A.; ROSA, M. (Org.). Autismo(s) e atualidade: uma leitura lacaniana. Belo Horizonte: Scriptum, 2012. p. 45-69.

PERRIN, M. Construction d’une dynamique autistique: de l’autogire à la machine à laver. In: MALEVAL, J.-C. (Dir.). L’autiste, son double et ses objets. Rennes, FR: Presses Universitaires de Rennes, 2009. p. 69-100.

PIMENTA, P. R. O objeto autístico e sua função no tratamento psicanalítico do autismo. 2012. Tese (Doutorado)__Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

REY-FLAUD, H. L’enfant qui s’est arrête au seuil du langage. Aubier: Flammarion, 2008.

SAFATLE, V. A paixão do negativo. São Paulo: UNESP, 2006.

SAFATLE, V. Lacan. São Paulo: Publifolha, 2007. Coleção Folha Explica.

SAFOUAN, M. O Fracasso do princípio do prazer. Campinas: Papirus, 1988.

SILVESTRE, M. L’autisme infantile. Bulletin du Groupe Petite Enfance, n. 10, p. 9-17, 1997.

SOLER, C. Autisme et paranöia. Bulletin du Groupe Petite Enfance, n. 10, p. 22-30, 1997.

TUSTIN, F. Autismo e Psicose Infantil (1972). Rio de Janeiro: Imago, 1975.

TUSTIN, F. Autistic States in Children. London: Routledge and Kegan Paul, 1981.

WINNICOTT, D. W. Objetos transicionais e fenômenos transicionais (1951). In: ______. O Brincar & a Realidade. Rio de Janeiro: Imago, 1975. p. 13-44.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: