Representações sociais da paternidade: um estudo comparativo

Patrícia Menezes Visentin, Cristina Lhullier

Resumo


A paternidade pode ser compreendida como uma construção social, sofrendo modificações na forma como é vivenciada e exercida em virtude de transformações da sociedade. Este trabalho buscou comparar as representações sociais da paternidade no ano de 2004 e no ano de 2014. Foi utilizado conteúdo de 17 depoimentos apresentados na sessão ‘Conversa de Homem’ da revista do tipo magazine Pais & Filhos. O referencial escolhido para a análise dos dados foi o método de associação de ideias de Spink. Identificou-se que, em cada momento investigado, o pai apresenta preocupações diferenciadas, as quais são influenciadas pelas demandas sociais vigentes e por sua bagagem pessoal. O homem parece cada vez mais interessado pelo universo infantil, buscando conhecimentos para se inserir de forma participativa na vida dos filhos. Além disso, prepara-se internamente para exercer a paternidade. Esse maior envolvimento do pai contribui para a transformação subjetiva do homem como sujeito.

Palavras-chave


teoria das representações sociais; paternidade; gênero

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, Marivânia Conceição de. A teoria das representações sociais e a pesquisa antropológica. Revista Hospitalidade, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 98-119, jul./dez, 2008. Disponível em: https://www.revhosp.org/hospitalidade/article/view/155/180. Acesso em: 5 fev. 2015.

ARRUDA, Sérgio Luiz Saboya; LIMA, Manuela Caroline Ferreira. O novo lugar do pai como cuidador da criança. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, Londrina, v. 4, n. 2, p. 201-216, dez. 2013. http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2013v4n2p201

BALANCHO, Leonor Segurado. Ser pai hoje. Curitiba: Juruá, 2012.

BORNHOLDT, Ellen Andrea; WAGNER, Adriana; STAUDT, Ana Cristina Pontello. A vivência da gravidez do primeiro filho à luz da perspectiva paterna. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 19, n. 1, p. 75-92, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-56652007000100006

BORSA, Juliane Callegaro; NUNES, Maria Lucia Tiellet. Aspectos psicossociais na parentalidade: o papel de homens e mulheres na família nuclear. Psicologia Argumento, Curitiba, v. 29, n. 64, p. 31-39, jan./mar. 2011. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/view/19835. Acesso em: 13 mar. 2015.

CHAVES, Ulisses Herrera. Família e parentalidade. In: CERVENY, Ceneide Maria de Oliveira (Org.). Família e… narrativas, gênero, parentalidade, irmãos, filhos nos divórcios, genealogia, história, estrutura, violência, intervenção sistêmica, rede social. 2. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2011. p. 47-62.

CIA, Fabiana; BARHAM, Elizabeth Joan. O envolvimento paterno e o desenvolvimento social de crianças iniciando as atividades escolares. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 14, n. 1, p. 67-74, jan./mar. 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-73722009000100009

CÚNICO, Sabrina Daiana; ARPINI, Dorian Mônica. A família em mudanças: desafios para a paternidade contemporânea. Pensando famílias, Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 28-40, jul. 2013. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-494X2013000100004&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 13 abr. 2015.

DESCHAMPS, Jean-Claude; MOLINER, Pascal. A identidade em psicologia social: dos processos identitários às representações sociais. Tradução de Lúcia M. Endlich Orth. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Representações sociais, ideologia e desenvolvimento da consciência. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 121, p. 169-186, jan./abr. 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742004000100008

GABRIEL, Marília Reginato; DIAS, Ana Cristina Garcia. Percepções sobre a paternidade: descrevendo a si mesmo e o próprio pai como pai. Estudos de Psicologia, Natal, v. 16, n. 3, p. 253-261, set./dez. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2011000300007

GIFFIN, Karen. A inserção dos homens nos estudos de gênero: contribuições de um sujeito histórico. Ciências & saúde coletiva, v. 10, n. 1, p. 47-57, 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232005000100011

GOMES, Aguinaldo José da Silva; RESENDE, Vera da Rocha. O pai presente: o desvelar da paternidade em uma família contemporânea. Psicologia: teoria e pesquisa, Brasília, v. 20, n. 2, p. 119-125, mai./ago. 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722004000200004

GUARESCHI, Pedrinho Arcides; JOVCHELOVITCH, Sandra (Org.). Introdução. In: ______. Textos em representações sociais. 14. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. p. 17-24.

GUARESCHI, Pedrinho Arcides; ROMANZINI, Lisie Polita; GRASSI, Lúcia Biavaschi. A “mercadoria” informação: um estudo sobre comerciais de TV e rádio. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 18, n. 41, p. 567-580, dec. 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-863X2008000300012

HENNIGEN, Inês; GUARESCHI, Neusa Maria de Fátima. Os lugares de pais e de mães na mídia contemporânea: questões de gênero. Revista Interamericana de Psicologia, Porto Alegre, v. 42, n. 1, p. 81-90, mai./jan. 2008. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rip/v42n1/v42n1a09.pdf. Acesso em: 23 abr. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo 2010: País tem declínio de fecundidade e migração e aumentos na escolarização, ocupação e posse de bens duráveis. 16 nov. 2011. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/noticias-censo?busca=1&idnoticia=2018&t=censo-2010-pais-tem-declinio-fecundidade-migracao-aumentos-escolarizacao-ocupacao-posse-bens&view=noticia. Acesso em: 24 abr. 2015.

MOREIRA, Renata Leite C. Aguiar; RASERA, Emerson F. Maternidades: os repertórios interpretativos utilizados para descrevê-las. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 22, n. 3, p. 529-537, abr./set. 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822010000300013

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

OLIVEIRA, Aline Grazieli de; SILVA, Rosanna Rita. Pai contemporâneo: diálogos entre pesquisadores brasileiros no período de 1998 e 2008. Psicologia Argumento, Curitiba, v. 29, n. 66, p. 353-360, jul./set. 2011. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/view/20297. Acesso em: 15 abr. 2015.

OLIVEIRA, Fátima O. de; WERBA, Graciela C. Representações sociais. In: JACQUES, Maria da Graça Correa et al. Psicologia social contemporânea: livro-texto. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. p. 104-117.

SÁ, Celso Pereira de. As representações sociais na história recente e na atualidade da psicologia social. In: JACÓ-VILELA, Ana Maria; FERREIRA, Arthur Arruda Leal; PORTUGAL, Francisco Teixeira (Org.). História da psicologia: rumos e percursos. 2. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nau, 2007. p. 587-602.

SAFRA, Gilberto. Espiritualidade e religiosidade na clínica contemporânea. In: AMATUZZI, Mauro Martins (Org.). Psicologia e espiritualidade. São Paulo: Paulus, 2005. p. 205-211.

SPINK, Mary Jane P. Desvendando as teorias implícitas: uma metodologia de análise das representações sociais. In: GUARESCHI, Pedrinho Arcides; JOVCHELOVITCH, Sandra (Org.). Textos em representações sociais. 14. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013. p. 95-118.

SUTTER, Christina; BUCHER-MALUSCHKE, Júlia S. N. F. Pais que cuidam dos filhos: a vivência masculina na paternidade participativa. PSICO, Porto Alegre, v. 39, n. 1, p. 74-82, jan./mar. 2008. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/%20revistapsico/article/viewFile/1488/2799. Acesso em: 4 maio 2015.

TEYKAL, Carolina Macedo; ROCHA-COUTINHO, Maria Lúcia. O homem atual e a inserção da mulher no mercado de trabalho. PSICO, Porto Alegre, v. 38, n. 3, p. 262-268, set./dez. 2007. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/revistapsico/ojs/index.php/revistapsico/article/view/2888. Acesso em: 8 maio 2015.




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v31i3/5640

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: