Clínica em movimento: a cidade como cenário do acompanhamento terapêutico

Danilo Marques Godinho, Carlos Augusto Peixoto Junior

Resumo


O artigo aborda a prática do acompanhamento terapêutico em sua dimensão clínica-política. Pretende-se desenvolver uma reflexão a respeito da potência de se tomar a cidade como matéria da clínica a partir da prática do acompanhamento terapêutico. Para tanto, faremos uma incursão pelo modo a partir do qual se desenvolveu, na modernidade, a constituição dos discursos e medidas adotados com vistas a abarcar a experiência da loucura sob o estigma de doença mental. Em seguida, apresentaremos o contexto de revisionismo crítico acerca dos alicerces do saber médico-psiquiátrico, a partir da segunda metade do século XX, com o questionamento dos critérios utilizados para designar, delimitar e caracterizar os sujeitos alçados à categoria de alienados.  O embasamento teórico está centrado em autores tais como Michel Foucault, Robert Castel e Franco Basaglia. O investimento nos espaços públicos faz com que esta estratégia de intervenção seja um importante ator no processo de Reforma psiquiátrica brasileira.

Palavras-chave


acompanhamento terapêutico; cidade; práticas territoriais; reabilitação psicossocial; reforma psiquiátrica

Texto completo:

PDF

Referências


BASAGLIA, Franco. A instituição negada. Rio de Janeiro: Graal, 2001.

CHAUI-BERLINCK, Luciana. Novos andarilhos do bem: caminhos do Acompanhamento Terapêutico. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

DESCARTES, René. Meditações metafísicas. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

FOUCAULT, Michel. História da loucura na idade clássica. São Paulo: Perspectiva, 1978.

FRAYZE-PEREIRA, João Augusto. Por uma poética do acompanhamento terapêutico. In: Equipe de Acompanhantes Terapêuticos do Instituto A CASA (Org.). Crise e cidade: acompanhamento terapêutico. São Paulo: EDUC, 1997. p. 19-35.

GONÇALVES, Laura Lamas Martins; BARROS, Regina Duarte Benevides de. Função de publicização do acompanhamento terapêutico: a produção do comum na clínica. Revista Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 25, n. spe2, p. 108-116, 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822013000600014

PALOMBINI, Analice de Lima. Vertigens de uma psicanálise a céu aberto: a cidade; contribuições do acompanhamento terapêutico à clínica na reforma psiquiátrica. 2007. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) – Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

PITTA, Ana. O que é Reabilitação Psicossocial no Brasil, hoje? In: PITTA, Ana et al. (Org.). Reabilitação Psicossocial no Brasil. São Paulo: Hucitec, 1996. p. 19-26.

REIS NETO, Raymundo de Oliveira. Acompanhamento Terapêutico: emergência e trajetória histórica de uma prática em Saúde Mental no Rio de Janeiro. 1995. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1995.

ROLNIK, Suely. Clínica nômade. In: Equipe de Acompanhantes Terapêuticos do Instituto A CASA (Org.). Crise e cidade: acompanhamento terapêutico. São Paulo: EDUC, 1997. p. 83-97.

ROTELLI, Franco. Empresa Social: construindo sujeitos e direitos. In: AMARANTE, Paulo et al. (Org.). Ensaios: subjetividade, saúde mental, sociedade. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2000. p. 301-306.

SARACENO, Benedetto. Reabilitação Psicossocial: uma estratégia para a passagem do milênio. In: PITTA, Ana et al. (Org.). Reabilitação Psicossocial no Brasil. São Paulo: Hucitec, 1996. p. 13-18.

SENNETT, Richard. Carne e pedra: o corpo e a cidade na civilização ocidental. Rio de Janeiro: Record, 1997.

SERENO, Deborah. Acompanhamento terapêutico de pacientes psicóticos: uma clínica na cidade. 1996. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1996.

SIMMEL, Georg. A metrópole e a vida mental. In: VELHO, Otávio et al. (Org.). O fenômeno urbano. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1973. p. 11-25.

WIRTH, Louis. O urbanismo como modo de vida. In: VELHO, Otávio et al. (Org.). O fenômeno urbano. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1973. p. 90-113.




DOI: https://doi.org/10.22409/1984-0292/v31i3/5644

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

Apoio:



Indexadores:



Arquivamento:



Facebook: