Corpo-Obra: Manipulações Corporais como Processos de (Des)Construções Ético-Estéticas

Sara Panamby Rosa da Silva Panamby Rosa da Silva

Resumo


O  corpo  enquanto  campo  pleno  de  potências  revela-se  detonador  de processos culturais, sociais, estéticos, éticos... Posto que é complexo, múltiplo, poroso,  colocado  em  risco  nas  experiências  envolvendo  a  transformação psicofísica através da penetração na carne, nos coloca frente a jogos de políticas e poéticas, revelando horizontes não-lineares, variações e possibilidades de (des)construção que lançam a percepção para além do já sabido, colocando-nos em zonas de instabilidade, revelando saberes ocultados pelo embotamento racional. Aqui apresento uma trajetória possível pelo corpo modificado por meio do  ritual,  do  erotismo  e  do  estigma,  trazendo  à  discussão  algumas  dessas instabilidades  geradas  pelo  e  no  corpo.  Caminhando  pela  antropologia,  as artes e a filosofia, os corpos deste texto são capazes de excitar os sentidos, da náusea ao deleite em amplo espectro.

Palavras-chave


corpo; ritual; experiência; trans

Texto completo:

PDF

Referências


BATAILLE, Georges. O Erotismo. Lisboa: Editora Antígona, 1988.

BOAS, Cláudio Villas; BOAS Orlando Villas. Xingu: os índios, seus mitos. São Paulo: Editora Edibolso, 1975 (1970).

DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. Mil Platôs – capitalismo e esquizofrenia, vol. 1. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995.

DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. . Mil Platôs – capitalismo e esquizofrenia, vol. 3. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. . Mil Platôs – capitalismo e esquizofrenia, vol. 5. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. Digitalização Coletivo Sabotagem. 2004 (1970).

GIL, José. Monstros. Lisboa: Relógio D’água, 2006 (1994).

GOFFMAN, Erving. Estigma: Notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1988.

GUATTARI, Félix. As Três Ecologias. Campinas, Papirus, 1990 (1989).

KAFKA, Franz. Um Artista da Fome seguido de Na Colônia Penal & Outras Histórias. Org. e Tradução Guilherme da Silva Braga. Porto Alegre, RS: L&PM, 2009.

KEMP, Kênia. Corpo Modificado, corpo livre? São Paulo: Editora Paulus, 2005.

NARUYAMA, Akimitsu. Freaks: Aberrações Humanas. Portugal, Centralivros. 2000.

ORTEGA, Francisco. Das utopias sociais às utopias corporais: identidades somáticas e marcas corporais. In: Culturas jovens: novos mapas do afeto. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

PAREDES, Cezinando Vieira. A influência e o significado das tatuagens dos presos no interior das penitenciárias. Monografia de conclusão para obtenção do grau de Especialista em Tratamento Penal e Gestão Prisional, do curso de Pós-graduação da Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2003.

PIRES, Beatriz Ferreira. O corpo como suporte da arte: piercing, implante, escarificação, tatuagem. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2005.

PIRES, Beatriz Ferreira. Corpo inciso, vazado, transmudado: inscrições e temporalidades. São Paulo: Annablume, FAPESP, 2009.

PELBART, Peter Pál. O corpo, a vida, a morte. In: Kafka Foucault: sem medos. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2004.

RAMOS, Célia Maria Antonacci. Teorias da tatuagem: corpo tatuado: uma análise da loja Stoppa Tattoo da Pedra. Florianópolis: UDESC, 2001.

RAMOS, Célia Maria Antonacci. As nazi-tatuagens: inscrições ou injúrias no corpo humano? São Paulo, Florianópolis: Perspectiva UDESC, 2006.

SAMS, Jamie. Dança do Sol: Auto-sacrifício. In: As Cartas do Caminho Sagrado. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.

SILVA, Tomaz Tadeu (Org.). Antropologia do ciborgue: as vertigens do pós-humano. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2000.

SILVA, Tomaz Tadeu. A produção social da identidade e da diferença. In: Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos corporais. Petrópolis,

RJ: Editora Vozes, 2000.

STEELE, Valerie. Fetiche: moda, sexo & poder. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

TURNER, Victor. Liminal to Liminoid, in Play, Flow, and Ritual: An Essay in Comparative Symbology. In: From Ritual to Theatre: The Human Seriousness of Play (1892).

Periódicos

Graphic Tattoo nº 7: Carandiru. São Paulo, SP, Editora Escala.

Filmografia

Bombadeira. 2007, Brasil. Direção: Luis Carlos de Alencar.

Dances Sacred & Profane, 1985, EUA. Direção: Charles Gatewood.

Darini: iniciação espiritual xavante. 2005, Brasil. Direção: índios Xavante da aldeia de Etenhiritipá.

Dzi Croquetes. 2009, Brasil. Direção: Raphael Alvarez e Tatiana Issa.

Encarnação do Demônio. 2008, Brasil. Direção: José Mojica Marins.

Freaks. 1932, EUA. Direção: Tod Browning.

Flesh & Blood. 2008, EUA. Direção: Larry Silverman.

Modify. 2005, EUA. Direção: Jason Gary e Greg Jacobson.

Mórbido Silêncio (Dee Snider’s Strangeland). 1998, EUA. Direção: John Pieplow.

O Retorno do Homem Chamado Cavalo (The Return of a Man Called Horse). 1976, EUA. Direção: Irvin Kershner.

Um Homem Chamado Cavalo (A Man Called Horse), 1970, USA. Direção: Elliot Silverstein.

Links

Fakir Musafar - http://www.fakir.org




DOI: https://doi.org/10.22409/gambiarra.0505.29-40

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-4565