‘Geografando’ práticas juvenis que (de)marcam a metrópole: uma questão de currículo escolar? / ‘Spatializing’ youth practices of marking the city: a school curriculum issue?

Elisabete Maria Garbin, Ivaine Maria Tonini

Resumo


Busca-se problematizar como determinadas práticas culturais exercidas por sujeitos jovens nas fendas e na pele das cidades podem produzir múltiplos [e provisórios] pertencimentos identitários.São tematizados grafites e pichações que vestem as ruas e paredes de Porto Alegre/RS e em que medida elas nos fazem refletir sobre ‘outros’ modos de ‘ser’ e ‘estar’ jovem nas metrópoles, ‘vestidas’ com suas marcas, de seus tempos, de seus pensamentos. Tais culturas contribuem para os nomadismos e flutuações, também para a ‘lugarização’ dos espaços, que movimentam uma espécie de rede de relações de toda ordem. Mostrar que os jovens possuem culturas próprias, e que estas precisam ser compreendidas pelos professores possibilita maior significações na ensinagem. Práticas pedagógicas que enfocam as diversas formas de manifestação juvenil e suas peculiaridades, trazem subsídios para que possa haver uma aproximação maior com o mundo dos sujeitos jovens, da escola, bem como o ensino da geografia.

Palavras-chave


cultura, identidade, escola, práticas juvenis, lugar.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Isabel Mendes de, TRACY, Kátia Maria de Almeida. Noites Nômades – espaços e subjetividades nas culturas jovens contemporâneas. Rio de Janeiro: Rocco, 2003.

CANEVACCI, Massimo. Culturas Extremas: mutações juvenis nos corpos das metrópoles. Tradução de Alba Olmi. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

CLAVAL, Paul. A volta do cultural na geografia. In: Revista Mercator Geografia. UFC, ano 01, número 01, 2002, p.19-28.

GARBIN, Elisabete Maria. Efemeridades e liquidez nas práticas culturais juvenis. In: Revista Pátio – Ensino Médio, série Culturas Juvenis. Ano II - junho/agosto 2010. NUMERO 5, Porto Alegre: ARTMED, 2010, p.10-13.

GARBIN, Elisabete Maria. Cenas Juvenis em Porto Alegre: “lugarizações”, nomadismos e estilos como marcas identitárias. In: Educação e cultura contemporânea: articulações, provocações e transgressões em novas paisagens. Organização: Luis Henrique Sommer e Maria Isabel Edelweiss Bujes. Canoas: Editora da ULBRA, 2006. p. 199 – 215.

GARBIN, Elisabete Maria. Conectados por um fio: alguns apontamentos sobre internet, culturas juvenis contemporâneas e escola. In: Juventude e escolarização: os sentidos do Ensino Médio Ano XIX Boletim 18 - Novembro/2009. Disponível em: < http://tvbrasil.org.br/fotos/salto/series/11100718-JuveEscoladoEM.pdf>.

HALL, Stuart. A Centralidade da Cultura: Notas sobre as Revoluções Culturais do nosso Tempo. In: Revista Educação & Realidade, v. 22, n. 2, 1997, p. 15-46

MAFFESOLI, Michel. Sobre o nomadismo – vagabundagens pós-modernas. Rio de Janeiro: Record, 2001.

MASSEY, Doreen. Pelo espaço. Uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertand, 2008.

SERPA, Angelo. Lugar e Mídia. São Paulo: Contexto, 2010.

SILVA, Eloenes Lima da. A gente chega e se apropria do espaço! Graffiti e pichações demarcando espaços urbanos em Porto Alegre. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação. Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010.

VALENZUELA, José Manuel Arce. Vida de barro duro: cultura popular juvenil e grafite. Trad. Heloisa B. S.Rocha. Rio de Janeiro: Editora UFRJ,1999.

VEIGA-NETO, Alfredo. Informações sobre conceitos de lugar/espaço/território. [Mensagem pessoal] Mensagem recebida por em 21 de julho de 2006.

OLIVEIRA JR., Wenceslao Machado de. A educação pels imagens e suas geografias. In: Dossiê – A educação pelas imagens e suas geografias. Proposições, Campinas, v.20, n.3 (60), set./dez., 2009.

XAVIER, Maria Luisa Merino. Os incluídos na escola: o disciplinamento nos processos emancipatórios. Porto Alegre: UFRGS, 2003. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.




DOI: https://doi.org/10.22409/geograficidade2012.20.a12834

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Logotipo do Crossref Licença Creative Commons

Todos os textos da revista Geograficidade, do Grupo de Pesquisa Geografia Cultural Humanista estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.