Fenomenologia e pós-fenomenologia: alternâncias e projeções do fazer geográfico humanista na geografia contemporânea / Phenomenology and post-phenomenology: alternations and projections of the geographical humanist doing on contemporary geography

Eduardo Marandola Jr.

Resumo


A abordagem fenomenológica em geografia consolidou-se nos últimos anos na geografia brasileira como uma das vertentes do horizonte humanista ou cultural. O artigo objetiva discutir as possibilidades e transformações recentes e o papel de uma abordagem fenomenológica (e pós-fenomenológica) na geografia contemporânea. Para isso, inicia pela compreensão do contexto de emergência desta abordagem e suas ligações com a geografia humanista anglo-saxônica e com os estudos de percepção do meio ambiente, passando pelos desdobramentos da fenomenologia: o pós-estruturalismo e a pós-fenomenologia.


Palavras-chave


geografia brasileira, geografia humanista, fenomenologia geográfica, pensamento geográfico, epistemologia da geografia

Texto completo:

PDF

Referências


ADAMS, Susan. Introduction to post-phenomenology. Thesis Eleven, n.90, p.3-5, aug. 2007.

AMORIM FILHO, Oswaldo B. Reflexões sobre as tendências teórico-metodológicas da geografia. Belo Horizonte: IGC/UFMG, 1978.

AMORIM FILHO, Oswaldo B. O contexto teórico do desenvolvimento dos estudos humanísticos e perceptivos na Geografia. In: ______. (Org.). Percepção Ambiental: contexto teórico e aplicações ao tema urbano. 1ed.Belo Horizonte: Instituto de Geociências da UFMG, 1987, v. 1, p. 9-20.

AMORIM FILHO, Oswaldo B. A Evolução do Pensamento Geográfico e a Fenomenologia. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 11, n.21-22, p. 67-87, 1999.

AMORIM FILHO, Oswaldo B. Lívia de Oliveira: uma educadora explorando as fronteiras mais avançadas da geografia. Geografia, v. 31, p. 411-426, 2006.

ANDRADE, Manuel C. Tendências atuais da geografia brasileira. Geonordeste, n.2, p.14-23, 1985.

ANDRADE, Manuel C. Geografia, ciência da sociedade: uma introdução à análise do pensamento geográfico. São Paulo: Atlas, 1992.

ASH, James. Geography and post-phenomenology. Esotechinics: technology, theory, space. Posted abr. 2012. Disponível em: .

BUTTIMER, Anne. Values in geography. Washington: Association of American Geographers, 1974. 58p.

BUTTIMER, Anne. Grasping the dynamism of lifeworld, Annals of the Association of American Geographers, Washington, v. 66, n. 2, p. 277-292, jun. 1976.

BUTTIMER, Anne. Apreendendo o dinamismo do mundo vivido. In: CHRISTOFOLETTI, A. (org.) Perspectivas da geografia. São Paulo: Difel, 1982.

CAZETTA, Valéria; OLIVEIRA JR., Wenceslao M. (Orgs.) Grafias do espaço: imagens da educação geográfica contemporânea. Campinas: Alínea, 2013.

CHIAPETTI, Rita Jaqueline N. Na beleza do lugar, o rio das Contas indo… ao mar. 2009. Tese (Doutorado em Geografia) ― Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

CLAVAL, Paul. A revolução pós-funcionalista e as concepções atuais da geografia. In: MENDONÇA, Francisco; KOSEL, Salete (Org.) Elementos de epistemologia da geograifa contemporânea. Curitiba: Ed. UFPR, 2002. p.11-43.

DARDEL, Eric. O homem e a terra: natureza da realidade geográfica. (trad. Werther Holzer) São Paulo: Perspectiva, 2011.

DELEUZE, Gilles. Lógica do sentido. São Paulo: Perspectiva, 1974.

DELEUZE, Gilles. O que é a filosofia? Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

DE PAULA, Fernanda. Constituições do habitar: reassentamento do Jd. São Marcos para o Jd. Real. 2010. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

DEL RIO, Vicente; OLIVEIRA, Lívia. (orgs.) Percepção ambiental: a experiência brasileira. São Paulo: Studio Nobel, 1996.

DOWNS, Roger M. Geographic space perception: Past approaches and future prospects, Progress in Geography, v. 2, p. 66-108, 1970.

ENTRIKIN, J. Nicholas. Contemporary humanism in geography. Annals of the Association Americans Geographers, Washington, v. 66, n. 4, p. 615-632, dez. 1976.

ENTRIKIN, J. Nicholas. O humanismo contemporâneo em Geografia. Boletim Geografia Teorética, Rio Claro, v. 10, n. 19, p. 5-30, 1980.

GALLAIS, Jean. Alguns aspectos do Espaço vivido nas civilizações do mundo tropical. Boletim Geográfico. Rio de Janeiro, v. 35, n. 254, 1977.

GOMES, Paulo C. Geografia e modernidade. Rio de Janeiro: Bertrand, 1996.

GRATÃO, Lúcia H. B. A poética d’ “O Rio” – ARAGUAIA! De Cheias… &… Vazantes… (À) Luz da Imaginação!. 2002. 354p. Tese (Doutorado em Ciências: Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

HOLZER, Werther. A geografia humanista: sua trajetória de 1950 a 1990. 1992. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

HOLZER, Werther. A Geografia Humanista: uma revisão. Espaço e Cultura, Rio de Janeiro, n. 3, p. 8-19, 1996.

HOLZER, Werther. Um estudo fenomenológico da paisagem e do lugar: a crônica dos viajantes no Brasil do século XVI. 1998. Tese (Doutorado em Ciências: Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

HOLZER, Werther. A Geografia fenomenológica de Eric Dardel. In: ROSENDAHL, Zeny; CORRÊA, Roberto L. (orgs.) Matrizes da Geografia Cultural. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001, p.103-122.

HOLZER, Werther. A Geografia Cultural e a História: uma leitura a partir da obra de Lowenthal. Espaço e Cultura (UERJ), Rio de Janeiro, p. 32-47, 2005.

HOLZER, Werther. A influência de Eric Dardel na construção da Geografia Humanista Norte Americana. In: XVI Encontro Nacional de Geógrafos – ENG, 16, 2010, Porto Alegre. Anais… Porto Alegre: AGB, 2010a.

HOLZER, Werther. O Método Fenomenológico: humanismo e a construção de uma nova Geografia. In: Rosendahl, Zeny; Corrêa, Roberto Lobato. (Org.). Temas e Caminhos da Geografia Cultural. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2010b. p. 37-71.

HOLZER, Werther. A construção de uma outra ontologia geográfica: a contribuição de Heidegger. Geografia, v. 35, p. 241-251, 2010c.

IDHE, Don. Technology and the Lifeworld: From Garden to Earth. Bloomington: Indiana University Press, 1990.

IDHE, Don. Listening and Voice: Phenomenologies of Sound. Albany: State University of New York Press, 2007.

IDHE, Don. Postphenomenology and technoscience. Albany: State University of New York Press, 2009.

IDHE, Don. Heidegger's Technologies: Postphenomenological Perspectives (Perspectives in Continental Philosophy) Fordham University Press, 2010.

IDHE, Don. Experimental Phenomenology. Albany: State University of New York, 2012.

JACKSON, Peter. Mqaps of meaning: an introduction to cultural geography. London: Routledge, 1989.

LARSEN, Soren C.; JOHNSON, Jay T. Toward an open sense of place: phenomenology, affinity, and the queston of being. Annals of the Association of American Geographers, v.102, n.3, p.632-646, 2012.

LEY, David; SAMUELS, Marwyn S. (eds.) Humanistic geography: prospects and problems. Chicago: Maaroufa Press, 1978. 337p.

LEY, David. Cultural/humanistic geography. Progress in Human Geography, v.5, n. 2, p. 249-257, June 1981.

LEY, David. Cultural/humanistic geography. Progress in Human Geography, v. 9, n. 3, p. 415-423, set. 1985.

LIMA, Solange T. de. Paisagens & ciganos. 1996. 108p. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

LOWENTHAL, David. Geography, experience and imagination: towards a geographical epistemology, Annals of the Association of American Geographers, Washington, v. 51, n. 3, p. 241-260, set. 1961.

LOWENTHAL, David (Ed.). Environmental perception and behavior. Chicago: The University of Chicago, Department of Geography, 1967. [Research Paper 109]

LOWENTHAL, David. Past time, present place: landscape and memory, Geographical Review, Nova York, v. 65, n. 1, p. 1-36, jan. 1975.

LOWENTHAL, David. Finding valued landscapes. Progress in Human Geography, v. 2, n. 3, p. 373-418, mar. 1978.

LOWENTHAL, David. Geografia, experiência e imaginação: em direção a uma nova epistemologia geográfica. In: CHRISTOFOLETTI, A. (org.) Perspectivas da geografia. São Paulo: Difel, 1982. p. 103-141.

LYNCH, Kevin. The image of the city. Cambridge: MIT Press, 1960.

LYNCH, Kevin. A imagem da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MALABOU, Catherine. Le change Heidegger du fantastique en philosophie. Paris: Leo Scheer, 2004.

MALABOU, Catherine. La plasticité au soir de l'écriture. Dialectique, destruction, déconstruction. Paris: Leo Scheer, 2005.

MALPAS, Jeff. Place and Experience. Cambridge: Cambridge University Press, 1999.

MALPAS, Jeff. Heidegger’s topology: being, place, world. Cambridge: MIT Press, 2007.

MARANDOLA JR, Eduardo. Arqueologia fenomenológica: em busca da experiência. Terra Livre, São Paulo, v. 2, n.25, p. 67-79, 2005.

MARANDOLA JR., Eduardo. Habitar em Risco: mobilidade e vulnerabilidade na experiência metropolitana. 2008. 278f. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

MARANDOLA JR., Eduardo. Heidegger e o pensamento fenomenológico em Geografia: sobre os modos geográficos de existência. Geografia, v. 37, p. 81-94, 2012.

MARANDOLA JR., Eduardo. Identidade e autenticidade dos lugares: o pensamento de Heidegger em Place and placelessness, de Edward Relph. Geosul, UFSC, 2013. [no prelo]

MARANDOLA JR., Eduardo; GRATÃO, Lúcia H.B. Do sonho à memória: Lívia de Oliveira e a geografia humanista no Brasil. Geografia, v. 12, n.2, p. 4-19, 2003.

MARANDOLA JR., Eduardo; HOLZER, Werther; OLIVEIRA, Lívia (Orgs.) Qual o espaço do lugar? Geografia, Epistemologia, Fenomenologia. São Paulo: Perspectiva, 2012.

MASSEY, Doreen. Pelo espaço. (Trad. Rogério Haesbaert) Rio de Janeiro: Bertrand, 2008.

McDOWELL, Linda. A transformação da geografia cultural. In: GREGORY, Derek. (Org.) Geografia humana: sociedade, espaço e ciência social. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996. p.159-188.

MEILLASSOUX, Quentin. After Finitude, An Essay on the Necessity of Contingency. Paris: Seuil, 2008.

MEILLASSOUX, Quentin. Après la finitude, essai sur l'absolu. Paris: Seuil, 2012.

MEINING, Donald D. W. (ed.) The interpretation of ordinary landscape: geographical essays. Oxford: Oxford University Press, 1979.

MELLO, João B. F. O Rio de Janeiro dos compositores da música popular brasileira ― 1928/1991 ― uma introdução à geografia humanística. 1991. Dissertação (Mestrado em Geografia) ― Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

MELLO, João B. F. Dos espaços da escuridão aos lugares de extrema luminosidade: o universo da estrela Marlene como palco e documento para a construção de conceitos geográficos. 2000. Tese (Doutorado em Geografia) ― Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

MELLO, João B. F. Descortinando e (Re)pensando categorias espaciais com base na obra Yi-Fu Tuan.. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z.. (Org.). Matrizes da Geografia Cultural. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001. p. 87-101.

MELLO, João B. F. Valores em Geografia e o dinamismo do mundo vivido na obra de Anne Buttimer. Espaço e Cultura, Rio de Janeiro, v. 19-20, p. 48-58, 2005.

MITCHELL, Don. Cultural geography: a critical introduction. Oxford: Blackwell, 2000.

MONTEIRO, Carlos A.F. A Geografia no Brasil ao longo do século XX: um panorama. Borrador, AGB-São Paulo, n.4, p.01-49, jul. 2002.

NANCY, Jean-Lucy. Être singulier pluriel. Paris: Galilee, 1996.

OLIVEIRA JUNIOR, W. M. Grafar o espaço, educar os olhos - rumo a geografias menores. Pro-Posições, v. 20, p. 7-19, 2009.

OLIVEIRA JR., Wenceslao M. Lugares geográficos e(m) locais narrativos: um modo de se aproximar das geografias de cinema. In: MARANDOLA JR., Eduardo; HOLZER, Werther; OLIVEIRA, Lívia (Orgs.) Qual o espaço do lugar? Geografia, Epistemologia, Fenomenologia. São Paulo: Perspectiva, 2012. p.119-154.

REIS, Deyvid F. A cidade do morador de rua e o morador de rua na cidade. 2013. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) ― Escola de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal Fluminense, Niterói.

RELPH, Edward C. Place and placelessness. Londres: Pion, 1976a.

RELPH, Edward C. The phenomenological foundations of geography. Toronto: Departament of Geography, University of Toronto, 1976b. [Discussion Paper Series n.21]

RELPH, Edward C. Humanism, phenomenology, and geography, Annals of the Association of American Geographers, Washington, v. 67, n. 1, p. 177-179, 1977.

RELPH, Edward C. As bases fenomenológicas da geografia. Geografia, v.4, n.7, p.1-25, abr. 1979.

RELPH, Edward C. Geographical experiences and being-in-the-world: the phenomenological origins of geography. In: SEAMON, David; MUGERAUER, Robert (Eds.) Dwelling, place & environment: towards a phenomenology of person and world. New York: Columbia University Press, 1985. p.15-31.

RELPH, Edward C. Responsive methods, geographical imagination and the study of landscapes. In: KOBAYASHI, A. L.; MACKENZIE, S. (eds.) Remaking human geography. Boston: Unwin Hyman, 1989. p.149-163.

RELPH, Edward C. Place and placelessness. (reprint) Londres: Pion, 2010.

RELPH, Edward. Reflexões sobre a emergência, aspectos e essência de lugar. In: MARANDOLA JR., Eduardo; HOLZER, Werther; OLIVEIRA, Lívia (Orgs.) Qual o espaço do lugar? Geografia, Epistemologia, Fenomenologia. São Paulo: Perspectiva, 2012. p.17-32.

ROSE, M. Dwelling as marking and claiming. Environment and Planning D: Society and Space, v. 30, n.5,p. 757-771, 2012.

ROWNTREE, Lester B. Cultural/humanistic geography, Progress in Human Geography, v. 10, n. 4, p. 580-586, set. 1987.

ROWNTREE, Lester B. Orthodoxy and new directions, Progress in Human Geography, v. 12, n. 4, p. 575-586, dez. 1988.

SANTOS, Milton. Por uma geografia nova. São Paulo: Hucitec, 1978.

SILVA, Armando C. Fenomenologia e Geografia. Orientação, São Paulo, n.7, p.53-56, 1986.

SIMPSON, P. Ecologies of experience: Materiality, sociality, and the embodied experience of (street) performing. Environment and Planning A, v. 45, n.1, p. 180-196, 2013.

SIMPSON, P. Apprehending everyday rhythms: Rhythmanalysis, time-lapse photography, and the space-times of street performance’. Cultural Geographies, v.19, n.4,p. 423-445, 2012.

SIMPSON, P. Falling on Deaf Ears: a post-phenomenology of sonorous presence. Environment and Planning A, v. 41, n.11, p. 2556-2575, 2009. DOI: 10.1068/a41247.

TUAN, Yi-Fu. Topophilia; or, sudden encounter with the landscape, Landscape, v. 11, n. 1, p. 29-32, 1961.

TUAN, Yi-Fu. Geography, phenomenology and the study of human nature, The Canadian Geographer/Le géographe canadien, Montreal, v. 15, n. 3, p. 181–192, set. 1971.

TUAN, Yi-Fu. Topophilia: a study of environmental perception, attitudes, and values. Englewoods Cliffs: Prentice-Hall, 1974.

TUAN, Yi-Fu. Place: an experiential perspective, Geographical Review, Nova York, v. 65, n. 2, p. 151-165, abr. 1975a.

TUAN, Yi-Fu. Ambiguidades nas atitudes para com o meio-ambiente, Boletim Geográfico, Rio de Janeiro, v. 33, n. 245, p. 5-23, 1975b.

TUAN, Yi-Fu. Humanistic geography, Annals of the Association of American Geographers, Washington, v. 66, n. 2, p. 266-276, jun. 1976.

TUAN, Yi-Fu. Space and place: the perspective of experience. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1977.

TUAN, Yi-Fu. Topolifia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. (trad. Lívia de Oliveira) São Paulo: Difel, 1980.

TUAN, Yi-Fu. Geografia humanística. In: CHRISTOFOLETTI, A. (org.) Perspectivas da geografia. São Paulo: Difel, 1982. p.103-141.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. (trad. Lívia de Oliveira) São Paulo: Difel, 1983.

TUAN, Yi-Fu. Cultural Geography: Glances Backward and Forward. Annals of the Association of American Geographers, v. 94, n. 4, 2004.

TUAN, Yi-Fu. Humanist geography: An Individual`s Search For Meaning. Virginia: Geor­ge F. Thompson Publishing, 2012a.

TUAN, Yi-Fu. Topolifia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. (trad. Lívia de Oliveira) Londrina: Eduel, 2012b.

WHITE, Gilbert F. Choice of Adjustment to Floods. Chicago: Department of Geography, University of Chicago, 1964. [ Research Papers, No. 93]

WYLIE, J.W. Dwelling and Displacement: Tim Robinson and the Questions of Landscape. Cultural Geographies, v. 19, n. 3, p. 365-383, July, 2012.

YOUNG, Julian. What is dwelling? the homelessness of modernity and the worlding of the world. In: WRATHALL, Mark A. e MALPAS, Jeff. (eds.) Heidegger, authenticity, and modernity: essays in honor of Hubert L. Dreyfus. Massachusetts: The MIT Press, 2000. p.187-203.




DOI: https://doi.org/10.22409/geograficidade2013.32.a12864

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Geograficidade

 

 

Logotipo do Crossref Licença Creative Commons

Todos os textos da revista Geograficidade, do Grupo de Pesquisa Geografia Cultural Humanista estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.