Arquitetura e urbanismo como fenomenologia do habitar / Architecture and urbanism as phenomenology of dwelling

Gabriela Gazola Brandão

Resumo


A proposta que apresento neste artigo é a de pensar a prática da arquitetura e do urbanismo a partir da fenomenologia, tanto a essência do ofício como o modo como é colocado em prática. Apresento o habitar heideggeriano como a noção que congrega a matéria-prima da arquitetura e do urbanismo: a experiência primária dos seres humanos (n)dos espaços. São esforços que contribuem para o desvelamento de novos caminhos a serem explorados, discutidos e praticados no âmbito dessa disciplina. Acredito que abordagem fenomenológica vai ao encontro do trabalho da arquitetura e do urbanismo, que se empenham – ou deveriam fazê-lo – em trazer para a materialidade também a dimensão existencial humana, em uma relação recíproca, em que esta é expressa pela materialidade construída que, por sua vez, tocará a primeira. Justamente por sua preocupação em aproximar-se do mundo-vivido, a fenomenologia é uma abordagem coerente para o propósito de se fazer arquitetura e urbanismo.

Palavras-chave


Arquitetura e Urbanismo, Fenomenologia, Habitar

Texto completo:

PDF

Referências


BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. In: Os Pensadores – Bachelard. PESSANHA, José Américo Motta (Org.). São Paulo: Abril Cultural, 1978.

BRANDÃO, Gabriela Gazola. Naturezas do habitar: da metrópole à pequena cidade. 2016. 195 p. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo - Produção e Gestão do Ambiente Urbano) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016.

BUTTIMER, Anne. Lar, horizontes de alcance e o sentido de lugar. (Trad. Letícia Pádua) Geograficidade, v.5, n.1, p. 4-19, Verão, 2015.

DARDEL, Eric. O Homem e a Terra: natureza da realidade geográfica. (Trad. Werther Holzer) São Paulo: Perspectiva, 2011.

DE PAULA, Fernanda Cristina. Constituições do habitar: reassentamento do Jd. São Marcos para o Jd. Real. 2010. 129 p. Dissertação (Mestrado em Geografia - análise ambiental e dinâmica territorial) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

HEIDEGGER, Martin. Construir, Habitar, Pensar. (Trad. Marcia Sá Cavalcante Schuback) In: Ensaios e conferências. 8 ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

HOLZER, Werther. Um estudo fenomenológico da paisagem e do lugar: a crônica dos viajantes no Brasil do século XVI. 1998. 257p. Tese (Doutorado em Geografia) -Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

HOLZER, Werther. A Geografia Fenomenológica de Eric Dardel. In: O Homem e a Terra: natureza da realidade geográfica. São Paulo: Perspectiva, 2011.

HOLZER, Werther. Mundo e Lugar: ensaio de geografia fenomenológica. In: MARANDOLA, Eduardo; HOLZER, Werther; OLIVEIRA, Lívia (Orgs.). Qual é o espaço do lugar?. São Paulo: Perspectiva, 2012.

HUSSERL, Edmund. A ideia da fenomenologia. (Trad. Artur Morão) Portugal: Edições 70, 19---.

LYNCH, Kevin. A boa forma da cidade. (Trad. Jorge Manuel Costa Almeida e Pinho) 1 ed. Portugal: Edições 70, 2007.

MARANDOLA JR, Eduardo José. Habitar em risco: mobilidade e vulnerabilidade na experiência metropolitana. 2008. 266 p. Tese (Doutorado em Geografia - Análise Ambiental e Dinâmica Territorial) – Instituto de Geociências, Universidade de Campinas, Campinas, 2008.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. (Trad. Carlos Alberto Ribeiro de Moura) São Paulo, Martins fontes,1994.

NORBERG-SCHULZ, Christian. Genius Loci – Towards a phenomenology of architecture. New York: Rizzoli, 1976.

PALLASMAA, Juhani. A imagem corporificada: imaginação e imaginário na arquitetura. (Trad. Alexandre Salvaterra) Porto Alegre: Bookman, 2013.

SARAMAGO, Ligia. Como Ponta de Lança: O Pensamento do Lugar em Heidegger. In: MARANDOLA, Eduardo; HOLZER, Werther; OLIVEIRA, Lívia (Orgs.). Qual é o espaço do lugar?. São Paulo: Perspectiva, 2012.

SEAMON, David. Concretizing Heidegger’s notion of dwelling: the contributions of Thomas Thiis-Evensen and Chrisopher Alexander. In: Bauen und Wohnen / Building and Dwelling: Martin Heideggers Grundlegung einer phänomenologie der architektur / Martin Heidegger’s foundation of a phenomenology of architecture. FÜHR, Eduard (Org.). New York: Waxmann Münster, 2000.

SEAMON, David. Corpo-sujeito, rotinas espaço-temporais e danças-do-lugar. (Trad. Paulo Mauricio Rangel Gonçalves) Geograficidade, v.3, n.2, p.4-18, Inverno 2013.

TUAN, Yi-Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. (Trad. Londrina: Eduel, 2012.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. (Trad. Lívia de Oliveira) Londrina: Eduel, 2013.




DOI: https://doi.org/10.22409/geograficidade2017.71.a12969

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Geograficidade

 

 

Logotipo do Crossref Licença Creative Commons

Todos os textos da revista Geograficidade, do Grupo de Pesquisa Geografia Cultural Humanista estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.