As paisagens sonoras da Festa Junina de Campina Grande (PB): o caso do Parque do Povo / The sound landscapes of the Junina Festival of Campina Grande (PB): the case of the Parque do Povo

Jordania Alyne Santos Marques

Resumo


O presente trabalho tem o propósito de identificar as paisagens sonoras da Festa Junina de Campina na Paraíba, dando ênfase às musicalidades inerentes ao Parque do Povo. Para tanto, tornaram-se basilares a revisão bibliográfica, com destaque para as postulações de Furlanetto e Torres, bem como os procedimentos metodológicos operacionais pautados na abordagem qualitativa, fazendo uso do diário de campo, observação participante, entrevistas, diálogos abertos e registros fotográficos. A partir das investigações realizadas, constatamos que as musicalidades festivas passam por sucessões e rupturas no transcorrer das edições da comemoração. Por conseguinte, tais resultados apontam para uma variedade de estilos musicais manifestos na festividade, tais como: forró, religioso, sertanejo, pop, rock e coco de roda.


Palavras-chave


Geografia HumanistaMusicalidade. Festa Junina. Nordeste.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE JÚNIOR, D. M de. A invenção do Nordeste e outras artes. 2. ed. Recife: Fundação Joaquim Nabuco; Editora Massangana; São Paulo: Cortez, 2001.

ALBUQUERQUE JÚNIOR, D. M de. A feira dos mitos: A fabricação do folclore e da cultura popular (nordeste 1920-1950). São Paulo: Intermeios, 2013.

ÁLVAREZ, C. A. M. Metodología de la investigación cuantitativa y cualitativa: Guia didáctica. Neiva: Universidad Surcolombiana, 2011.

ARAÚJO, Adriano. Como surgiu o evento “Maior São João do mundo”. Retalhos históricos de Campina Grande. Postagem de jun. 2008. Disponível em: < http://cgretalhos.blogspot.com/2018/06/como-surgiu-o-evento-maior-sao-joao-do.html#.XAwVrFVKjcc>. Acesso em: 10 maio 2016.

BEZERRA, A. C. A (re) invenção das Festas e da Identidade no espaço urbano de Mossoró - RN. 2006.Tese (Doutorado em Geografia). Centro de Estudos Gerais, Instituto de Geociências, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006.

BONJARDIM, S. G.M; ALMEIDA, M. G de. Templos rituais como patrimônio cultural: A geografia nas Análises da Religião. In: VARGAS, M. A.M; DOURADO, A. M; SANTOS, R. H dos (Orgs). Práticas e vivências com a Geografia Cultural. Aracaju: Editora Diário Oficial do Estado de Sergipe – Edise, 2015.

CHIANCA, L. São João na Cidade: ensaios e improvisos sobre as festas juninas. João Pessoa: Editora da UFPB, 2013.

CLAVAL, P. A festa e a Cidade. Revista Cidades (Presidente Prudente) v. 1, n. 1, 27-42, 2011.

COSTA, J. H. Indústria cultural e forró eletrônico no Rio Grande do Norte. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Sociais). Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, 2012.

DEL PRIORE, M. L. Festa e utopias no Brasil colonial. São Paulo: Brasiliense, 2000.

DOZENA, A. As territorialidades do Samba em São Paulo. 2009. Tese (Doutorado em Geografia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

EULÁLIO, M. D. Bate coxa em Campina Grande: História social do forró na cidade do “Maior São João do Mundo” (1950-1985). 2014. Dissertação (Mestrado em História). Universidade Federal de Campina Grande, 2014.

FURLANETTO, B. H. Paisagem Sonora: Uma composição Geomusical. In: DOZENA, A (Org). Geografia e Música. Natal: EDUFRN, 2016.

GAMALHO, N. P. Narrativas do espaço nas histórias de vida: Os desafios das metodologias qualitativas na geografia. In: HEIDRICH, Á. L; PIRES, C. L. Z (Orgs). Abordagens e práticas da pesquisa qualitativa em geografia e saberes sobre espaço e cultura. Porto Alegre: Letra1, 2016.

HEIDRICH, Á. L. Método e metodologias na pesquisa das geografias com cultura e sociedade. In: HEIDRICH, Á. L; PIRES, C. L. Z (Orgs). Abordagens e práticas da pesquisa qualitativa em geografia e saberes sobre espaço e cultura. Porto Alegre: Letra1, 2016.

JOURDAIN-ANNEQUIN, C. A cidade em festa: O exemplo das Antesterias Atenienses. Revista Cidades (Presidente Prudente) v. 1, n. 1, p. 75-102, 2011.

LACERDA JÚNIOR, J. A; LIRA, A. N da C. Retratos de Campina Grande: um século em imagens urbanas. Campina Grande: UFCG. 2012.

LIMA, E. C. A. A fábrica dos Sonhos: a invenção da festa junina no espaço urbano. 2 ed. Campina Grande: EDUFCG, 2008.

MAGALHÃES, Kermesson Carlos do Nascimento. Perfomatização de gosto e rastros de sociabilidades virtuais entre os fãs do forró eletrônico. 2016. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Cultura). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2003.

MARINHO, J. T. A segregação sócio-espacial no São João do Parque do Povo em Campina Grande-PB. 2013. Monografia (Licenciatura em Geografia). Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, 2013.

MELO, E. M. A paisagem em foco: leituras fotográficas de Jardim do Seridó-RN. 2008. Dissertação (Mestrado em Geografia). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.

MINAYO, M. C; SANCHES, O. Quantitativo-Qualitativo: Oposição ou Complementaridade? Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 3, n. 9, p. 239-262, jul/set, 1993.

MORIGI, V. J. Narrativas do Encantamento: o maior são João do mundo, média e cultura regional. Porto Alegre: Armazém digital, 2007.

OLIVEIRA, R. V. Campina Grande em debate: a condição urbana da periferia pela lente do trabalho e das políticas públicas. Campina Grande: EDUEP, 2009, 213p.

SANTOS, W. G dos. Enredando Campina Grande nas teias da cultura. 1965-2002. 2008. Dissertação (Mestrado em História). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.

SEEMANN, J. Tradições humanísticas na Cartografia e a Poética dos Mapas. In: MARANDOLA JÚNIOR, E; HOLZER, W; OLIVEIRA, L (Orgs). Qual o espaço do lugar? Geografia, epistemologia, fenomenologia. São Paulo: Perspectiva, 2012.

SEVERIANO, J. Uma história da música popular brasileira: das origens à modernidade. São Paulo: Ed. 34, 2008.

SILVA, A. F da. Festas Geográficas: De carnavais a eventos Juninos e populares. Natal: EDUFRN, 2013.

TORRES, M. A. Entre a paisagem sonora religiosa e as paisagens da memória e da imaginação: uma proposta metodológica. In: HEIDRICH, Á. L; PIRES, C. L. Z (Orgs). Abordagens e práticas da pesquisa qualitativa em Geografia e saberes sobre espaço e cultura. Porto Alegre: Editora Letra1, 2016a.

TORRES, M. A. A música religiosa e suas espacialidades. In: DOZENA, A (Org). Geografia e Música. Natal: EDUFRN, 2016b.




DOI: https://doi.org/10.22409/geograficidade2018.83.a13164

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Geograficidade

 

 

Logotipo do Crossref Licença Creative Commons

Todos os textos da revista Geograficidade, do Grupo de Pesquisa Geografia Cultural Humanista estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.