Relações preliminares da geometria hidráulica regional para rios das regiões oeste e sudoeste do estado do Paraná

Oscar Vicente Quinonez Fernandez

Resumo


O trabalho apresenta os resultados preliminares das relações da geometria hidráulica regional para rios das regiões Oeste e Sudoeste do Estado do Paraná. A cota dos diques marginais foi adotada como referencia na definição do nível de margens plenas. A área de drenagem das estações variou de 969 a 12.124 km2. As relações entre a área de drenagem e a vazão, largura, profundidade e capacidade do canal, todas medidas em nível de margens plenas, alcançaram valores de coeficiente de correlação (R2) iguais a 0,94; 0,89; 0,49 e 0,83 respectivamente. Estes resultados mostram a forte correlação entre as variáveis da geometria hidráulica regional para as estações fluviométricas inseridas numa região fisiográfica caracterizada pela homogeneidade climática e geológica. As equações permitem estimar a vazão e as dimensões do canal em nível de margens plenas nas bacias em apreço, a partir da área da bacia. As informações obtidas podem orientar técnicos em projetos de restauração de canais e direcionar trabalhos de avaliação das condições de degradação em ambientes fluviais

Palavras-chave


geomorfologia fluvial; geometria hidráulica; descarga de margens plenas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2009.v11i22.a13583

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.