Por uma desglobalização da produção alimentar - commodização da agricultura e diversidade produtiva: uma análise de Espanha

José Gilberto de Souza, Valentin Cabero Diegues

Resumo


O presente artigo apresenta uma reflexão sobre os ainda positivos efeitos da Política Agrícola Comum Europeia (PAC-UE) relativa à sua diversidade produtiva. A análise realiza-se sobre as formas de uso e ocupação do solo, no período de 2002 a 2010, nas 17 Comunidades Autônomas de Espanha, e identifica os processos de especialização regional produtiva, concentração da terra e redução das pequenas unidades de produção. Essa dinâmica indica, ainda, um processo de commoditização da agricultura e, por sua vez, a redução da diversidade produtiva. Esses fatores revelam a necessidade de “des-globalizar” a produção e o consumo de alimentos como estratégia de preservação ambiental e sócio-produtiva, de manutenção da produção regional e banco genético de alimentos, considerando a commoditização como lógica de subsunção do trabalho e a mercantilização da natureza.


Palavras-chave


política agrícola, especialização produtiva, homogeneização da paisagem, Espanha

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2012.v14i28.a13643

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.