Empreendedorismo popular e ascensão social em diferentes contextos urbano-regionais: uma análise preliminar em dois bairros populares na Bahia

Angelo Serpa

Resumo


Neste artigo são apresentados os fundamentos da pesquisa Empreendedorismo popular e ascensão social em diferentes contextos urbano-regionais e os primeiros resultados de dois estudos de caso: no bairro Tomba - em Feira de Santana (território do Portal do Sertão) - e no bairro Paripe, em Salvador (território Metropolitano). Parte-se da análise de um fenômeno novo, que vem se manifestando nos bairros populares das cidades brasileiras, que apresentam cada vez mais moradores com renda mais elevada e em processo de “ascensão social” relativa. Tais áreas vêm se tornando mais complexas e autossuficientes, com a multiplicação de subcentros (e sua diversificação). Foram catalogados e mapeados os estabelecimentos comerciais e de serviços localizados no Tomba e em Paripe, assim como aplicados questionários junto aos consumidores e empreendedores visando delinear seu perfil nos núcleos comerciais e de serviços mais significativos. Com a caracterização dos empreendimentos e do perfil de consumidores e empreendedores, iniciaram-se as entrevistas com empreendedores amostrados entre aqueles que responderam aos questionários na primeira fase da pesquisa, de modo a caracterizá-los quanto à sua posição e sua condição na estrutura social, enfatizando suas trajetórias e seu capital (social, cultural e econômico). Essas entrevistas permitiram inferir que a ascensão na estrutura social dos entrevistados implica o endividamento e o empobrecimento do capital social que dispõem. O capital escolar/cultural permanece praticamente inalterado - a continuidade dos estudos dependendo de um enorme esforço pessoal daqueles que se dispõem a fazê-lo. São fortes os indícios de que esta ascensão se dá mais pela inserção no consumo do que por um incremento dos anos de escolaridade ou por participação em eventos e manifestações culturais. Por outro lado, percebe-se também que esta inserção pode interferir nas relações sociais dos bairros populares analisados - com o empobrecimento do capital social de empreendedores (e consumidores), em suas trajetórias ascendentes na estrutura social das cidades e regiões onde atuam, com consequências, portanto, na estrutura social dos bairros como um todo.


Palavras-chave


Empreendedorismo Popular; Ascensão Social; Bairros Populares; Comércio e Serviços; Bahia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2015.v17i34.a13713

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.