Contribuição para a reconstrução de paleoperfis de alteração no planalto de Palmas/Água doce - Sul do Brasil

Julio Cesar Paisani, Marga Eliz Pontelli, Marcia Regina Calegari

Resumo


O presente artigo visa reconstruir paleoperfis de alteração a partir dos sedimentos de depósito de articulação encosta/calha fluvial no Planalto de Palmas/Água Doce durante os 41.000 anos AP. Foram empregadas análises granulométricas, químicas e mineralógicas da fração argila em seção previamente caracterizada. Reconheceram-se quatro momentos distintos de intemperismo na área de estudo: a) antes de 41.000 anos AP se desenvolveram dois momentos ainda não identificados, um de monossialitização e outro de alitização; b) entre 41.000 a 25.000 anos AP registra-se a passagem para acidólise; c) entre 25.000 e 11.000 anos AP houve mudança de processo retornando a hidrólise; e d) nos últimos 11.000 anos, os materiais mantiveram o registro geoquímico das fases anteriores.


Palavras-chave


Colúvios; Paleossolo; Paleointemperismo; Quaternário Continental

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2015.v17i34.a13719

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.