A dimensão geopolítica da crise brasileira: uma perspectiva desde os grupos sociais em situação de subalternização

Carlos Walter Porto-Gonçalves

Resumo


Analisa-se o novo contexto geopolítico que se abre com o deslocamento do centro dinâmico do capitalismo em direção à Ásia e ao Pacífico e as bifurcações políticas possíveis. Essa análise se dá através da atual crise política latino-americana, particularmente a partir da crise brasileira. Teórica e conceitualmente, o artigo se coloca na perspectiva de grupos classes sociais em situação de subalternização quase sempre ignorados nas análises geopolíticas que tendem a sobrevalorizar as escalas políticas nacional e global e, deste modo, a desqualificar a escala local. Sustenta-se que as escalas geográficas não são neutras politicamente.

Palavras-chave


Tensões Territoriais; Integração Latino-Americana; A Geopolítica na Perspectiva de Grupos/Classes Sociais em Situação de Subalternização

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2016.v18i37.a13756

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.