O princípio da subsidiaridade e sua relação com a APA do município de Ilha Comprida, SP

Valesca Camargos dos Santos

Resumo


Ilha Comprida é um município de história política e geológico-geomorfológica recente que foi transformado em APA (Área de Proteção Ambiental) na década de 1980 por determinação do governo do Estado de São Paulo. A região onde ele se localiza é muito rica em biodiversidade e também em modos de vida tradicional pela existência de algumas comunidades de pescadores caiçaras. As diferentes esferas de poder que atuam em Ilha Comprida, compreendidas a partir do Princípio da Subsidiariedade, não seguem na mesma direção e isso faz com que haja aí muitos conflitos de interesses. Quem sofre com essa situação são os seus moradores, destacando-se os caiçaras, que veem seu modo de vida intensamente alterado, nem sempre forma positiva, por essa situação.


Palavras-chave


Ilha Comprida, comunidades tradicionais de pescadores, APA, princípio da subsidiariedade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2016.v18i37.a13762

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.