POR UMA GEOGRAFIA DAS EMOÇÕES

Marcia Alves Soares da Silva

Resumo


Resumo: pensar as emoções dentro da perspectiva geográfica é um desafio, visto que rompe com uma tradição positivista, em que as questões mais subjetivas não são relevantes. A Geografia das Emoções recentemente ganha espaço nas abordagens geográficas, na qual percebe a importância do debate em outras áreas do conhecimento, como a Antropologia, Sociologia e Psicologia, mas busca avançar na temática, discutindo as emoções a partir da relação com os lugares, isto é, através de uma perspectiva espacial. A metodologia desse trabalho se dá a partir da discussão teórica-conceitual baseada em referências sobre o tema. De maneira concisa, serão apresentadas as discussões sobre as emoções em algumas áreas do conhecimento, pertinentes ao debate geográfico, as recentes contribuições sobre a Geografia das Emoções e as possibilidades de pensar as questões emocionais no espaço urbano

Palavras-chave


emoções; lugares; espaço urbano; Geografia das Emoções.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2016.v18i38.a13775

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.