ANÁLISE ESPACIAL EXPLORATÓRIA COM O EMPREGO DO ÍNDICE DE MORAN

Antonio José Rocha Luzardo, Rafael March Castañeda Filho, Igor Brum Rubim

Resumo


Este trabalho aborda a análise exploratória de dados geoespaciais associados a feições de área, com o emprego de uma técnica de análise espacial baseada no Índice de Moran, nas modalidades global e local, objetivando compreender os padrões de associação espacial (clusters) existentes na distribuição dos dados da região de estudo, bem como identificar valores extremos desse conjunto de dados (outliers).

No desenvolvimento das atividades utilizou-se o aplicativo "TerraView", um software desenvolvido e disponibilizado, gratuitamente, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que possui ferramentas para o cálculo do Índice de Moran Global (I) e do Índice de Moran Local (Ii), e que permite a ponderação da matriz de dados pelo inverso da distância entre os polígonos das áreas e pela distância inversa ao quadrado.

A variável escolhida para este estudo foi o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M), que representa uma evolução do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), proposto pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que, embora também considere saúde, educação e renda, na sua composição, trabalha com municípios, os quais são unidades político-administrativas menores.


Palavras-chave


IDH; Índice de Moran Global; Índice de Moran Local

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2017.v19i40.a13807

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.