Metáfora e metonímia em processos de gramaticalização: o caso do “aí” marcador de especificidade

Maria Alice Tavares

Resumo


À luz do suporte teórico da linguística funcio­nal, neste artigo apresento propostas relativas à extensão metafórica e à extensão metonímica de significados em processos de gramaticalização. Mostro evidências de que uma dessas propostas se aplica ao caso da gramaticalização do “aí” como marcador de especificidade em sintagmas nomi­nais indefinidos: a proposta que defende que a ex­tensão metafórica e a extensão metonímica podem ocorrer juntas em processos de gramaticalização. Como marcador de especificidade, “aí” é geral­mente usado quando o falante quer mostrar que a identidade ou propriedades daquilo a que está sendo referido não são relevantes para o ouvinte. Além disso, “aí” pode revelar valoração negativa, qualificando o nome núcleo do sintagma nominal indefinido como sendo algo ruim ou de baixa qualidade. Baseada em propriedades semânticas e pragmáticas de diferentes usos do “aí”, proponho uma trajetória de gramaticalização provavelmente seguida por ele, que parte de significados dêiticos espaciais e chega ao uso como marcador de especifi­cidade em sintagmas nominais indefinidos. Nessa trajetória, extensões metafóricas e metonímicas desempenham um importante papel.


Palavras-chave


Metáfora. Metonímia. Gramaticalização. “Aí” marcador de especificidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v14i26.33126

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.