A diáspora africana nos versos de Ntozake Shange

Stelamaris Coser

Resumo


Associando os conceitos de viagem e de diáspora, este ensaio examina os poemas escritos e produzidos por Ntozake Shange, escritora contemporânea dos Estados Unidos. Suas performances, combinando texto, vídeo, dança e música, afirmam seu espírito afrocêntrico e misturam o pessoal e o político, o lírico e o épico numa obra que conjuga desejo e corpo com sonhos de igualdade e denúncias de violência. A consciência diaspórica do espaço, literatura, história e conjuntura sociopolítica do Caribe e da América Latina, somada à simpatia demonstrada pelo Brasil, contribui para sublinhar e promover as culturas interligadas das Américas.

Palavras-chave


poema e performance; diáspora africana; ligações interamericanas; literatura norte-americana contemporânea; raça e gênero

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v10i19.33264

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.