A cantiga como armadura de guerra - um estudo sobre a pluralidade de sentidos presente em uma cantiga medieval-ibérica

José D'Assunção Barros

Resumo


O objeto deste artigo é discutir as relações entre Poesia e Poder, examinando as tensões políticas e sociais das sociedades medievais ibéricas através da prática e poesia dos trovadores galego-portugueses. Depois de uma apresentação inicial do contexto histórico e das fontes examinadas, o texto analisa uma cantiga galego-portuguesa na qual pode ser vista uma pluralidade de sentidos de acordo com os deslocamentos da cantiga no contexto social e político. O acontecimento examinado através da análise da cantiga é a centralização monárquica a que assistimos em Portugal do século XIII.

Palavras-chave


Poesia e Poder; trovadores medievais; tensões sociais, sentido, acontecimento político.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v10i18.33289

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.