'Vento', esboço de um romance de Mario de Andrade

Tatiana Maria Longo dos Santos

Resumo


O presente estudo focaliza o percurso da criação de Mário de Andrade no romance inacabado Vento, narrativa a princípio autônoma que, na mobilidade da criação, sofre transformações, fragmentações e translados até 1945, quando o escritor vem a falecer deixando planos, esboços e versões não concluídas. O desenvolvimento da psicologia dos personagens e dos motivos da narrativa faz com que o manuscrito transcenda a dimensão de simples esboço, valendo como uma primeira versão fragmentária da obra e como instrumento para a análise de certas marcas da ficção mariodeandradiana, concluída ou não.


Palavras-chave


Ficção de Mário de Andrade, processo de criação, manuscritos e crítica genética.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v8i15.33406

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.