Miniorações em anúncios sob a perspectiva discursivo-funcional

Erotilde Goreti Pezatti

Resumo


A proposta é investigar estruturas de miniorações da perspectiva da Gramática Discursivo-Funcional, desenvolvida por Hengeveld e Mackenzie (2008), em ocorrências reais de uso, extraídas de anúncios dos séculos XIX e XX. O fenômeno investigado consiste em ocorrências constituídas de dois sintagmas, que se relacionam com a estrutura informacional Tópico-Foco, como em Piscina gelada... nunca mais. que apresentam os seguintes traços: (i) são construções comuns nas línguas; (ii) exigem um tipo de estudo que não se concentre em frases isoladas, uma vez que dependem da situação em que se acham falante e ouvinte; e (iii) submetem-se a regras e princípios intraoracionais. A seleção desse tipo de estrutura constitui uma estratégia de adaptação aos objetivos comunicativos do usuário na interação, tanto em termos de formulação pragmática e semântica, quanto em termos de codificação morfossintática e fonológica, tal como predito pela GDF.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.22409/gragoata.2018n46a1120


Palavras-chave


gramática funcional. minioração. sintagma. frase nominal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v23i46.33587

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.