'Minha pátria é minha língua': a celebração do discurso monolíngue na revista Vogue

Fernando Zolin-Vesz, Alinee Silva dos Santos, Márcio César Cardoso

Resumo


Este artigo analisa a celebração da língua portuguesa, constante da edição brasileira n. 479 da revista Vogue, de julho de 2018, tanto na capa da referida edição quanto no texto Português na veia, escrito por Nizan Guanaes e publicado em suas páginas. Tomando por base a concepção de discurso monolíngue, conforme delineada por Zolin-Vesz e Santos (2017), intenta-se retratar o posicionamento monolíngue, sugerido na capa e no texto mencionados, como tentativa de construir uma concepção/uma visão de língua portuguesa “essencializada”, ou seja, uma instituição monocêntrica que contribui para engendrar a noção de “pátria” e que precisa ser injetada “na veia” dos brasileiros, como parte inerente ao processo de composição do eixo território-língua-identidade-literatura nacionais. Os resultados da análise sugerem que o discurso monolíngue, o qual conduz à celebração da língua portuguesa na referida edição da revista Vogue, contribui para o engessamento da concepção de língua (nacional).


Palavras-chave


discurso monolíngue; língua portuguesa; revista Vogue.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v24i48.33625

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.