LUGARES DO SAGRADO NA CIDADE PÓS-CLÁSSICA: LIBÂNIO E A REFORMA DO PLETHRION DE ANTIOQUIA

Gilvan Ventura da Silva

Resumo


Na fase tardia do Império Romano, verificamos uma reconfiguração progressiva da pólis ou municipium, o que propicia a emergência daquilo que os autores têm, há alguns anos, designado como a cidade pós-clássica, modalidade particular de organização cívica que embora conservando, em muitas localidades, o antigo contorno da cidade helenística e romana, sofre, a partir do
século IV, transformações importantes do ponto de vista econômico, administrativo, religioso e arquitetônico. Nesse artigo, temos por objetivo discutir as transformações ocorridas em Antioquia, a metrópole da província da Síria Coele, na segunda metade do século IV, em especial no que diz respeito
ao aumento populacional devido à intensificação das correntes migratórias no sentido campo-cidade, o que exige das autoridades cívicas a implementação de reformas nos edifícios públicos com a finalidade de comportar a maior afluência de usuários, procedimento censurado por determinados segmentos da pólis, receosos de que as alterações no espaço urbano conduzissem à dessacralização da cidade e de seus festivais, como vemos na Oratio X, de Libânio, um manifesto contra a expansão do Plethrion pretendida pelo comes Orientis Proclo.


Palavras-chave


Antiguidade Tardia; Antioquia; Libânio; Plethrion.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rh.v2i2.10572

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Gilvan Ventura da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

  • INDEXADORES

AWOL - The Ancient World Online

Diadorim

Google Scholar

Latindex

 

  • INSTITUCIONAL

 

NEREIDA - Núcleo de Estudos de Representações e de Imagens da Antiguidade
Campus do Gragoatá - Rua Prof. Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O, sala 507
24210-201 - Niterói - RJ
nereida@vm.uff.br