O FESTIVAL DO RISO NAS METAMORFOSES DE APULEIO: UM ARQUÉTIPO DE FESTIVAL GRECO-ROMANO? APLICAÇÃO DE UMA ABORDAGEM POLITÉTICA

Braulio Costa Pereira

Resumo


No presente trabalho, apresenta-se uma análise do episódio do Festival do Riso nas Metamorfoses de Apuleio (II, 31 – III, 18) à luz da abordagem politética demonstrada por Jon W. Iddeng para a definição e classificação dos festivais greco-romanos. Pretende-se demonstrar como Apuleio, ao descrever um festival que se acredita completamente fictício, utilizou-se de seus conhecimentos e experiências pessoais do que seria um festival para a construção do episódio, criando assim um modelo arquetípico de festival grecoromano. O Festival do Riso apresentaria, portanto, características centrais dos festivais greco-romanos como são definidos por Iddeng (2012).


Palavras-chave


Apuleio, Metamorfoses; Festival do Riso; festival greco-romano.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rh.v2i2.10573

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Braulio Costa Pereira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

  • INDEXADORES

AWOL - The Ancient World Online

Diadorim

Google Scholar

Latindex

 

  • INSTITUCIONAL

 

NEREIDA - Núcleo de Estudos de Representações e de Imagens da Antiguidade
Campus do Gragoatá - Rua Prof. Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O, sala 507
24210-201 - Niterói - RJ
nereida@vm.uff.br