CONTRA A MORTE DEFINITIVA: O LIVRO DOS MORTOS COMO UM GUIA DE MEMÓRIA NO ALÉM

Keydy Narelly Costa Matias

Resumo


O presente texto traz uma discussão acerca do lugar da memória na sociedade egípcia a partir da análise de algumas passagens do Livro dos Mortos de Ani (c. 1275 a.C.); para além da memória dos vivos – necessária à perpetuidade do nome do morto – era necessário que o próprio morto, um Osíris, soubesse acerca dos caminhos os quais deveria seguir, de modo a capacitar-se no sentido de garantir a continuidade de sua existência no Além, vencendo a “segunda morte” (não existência) – aquela definitiva.


Palavras-chave


Memória; negação da morte; Livro dos Mortos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rh.v3i1.10961

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Keydy Narelly Costa Matias

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

  • INDEXADORES

AWOL - The Ancient World Online

Diadorim

Google Scholar

Latindex

 

  • INSTITUCIONAL

 

NEREIDA - Núcleo de Estudos de Representações e de Imagens da Antiguidade
Campus do Gragoatá - Rua Prof. Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O, sala 507
24210-201 - Niterói - RJ
nereida@vm.uff.br