A PRÁTICA SEXUAL HOMOERÓTICA EM CONTEXTOS ARTÍSTICOS: DUAS REPRESENTA- ÇÕES EM PLÍNIO, O JOVEM

Lucas Amaya

Resumo


As cartas de Plínio o Jovem nos mostram uma percepção muito ampla sobre a sociedade romana, ainda que normalmente Plínio pouco nos informe sobre sua vida privada. Podemos observar sobre o cotidiano latno tanto as opiniões do autor das cartas e por vezes também de seus amigos, já que Plínio em diversas oportunidades cita indiretamente algo a que vai responder e deixa transparecer
opiniões das quais vem a divergir. Um destes pontos crítcos é sobre a representação e atvidade sexual entre dois homens, que Plínio aborda de maneira distnta conforme o enquadramento artstco, único meio em que trata do assunto explicitamente: ora falando da normalidade da dança lasciva de atores efeminados, ora do fundamental papel do amor homoerótco na poesia lírica.


Palavras-chave


Homoerotsmo; Plínio, o Jovem; Epistolografa; Poesia amorosa, Cinaedi.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rh.v2i3.10964

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Lucas Amaya

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

  • INDEXADORES

AWOL - The Ancient World Online

Diadorim

Google Scholar

Latindex

 

  • INSTITUCIONAL

 

NEREIDA - Núcleo de Estudos de Representações e de Imagens da Antiguidade
Campus do Gragoatá - Rua Prof. Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O, sala 507
24210-201 - Niterói - RJ
nereida@vm.uff.br