IDENTIDADES E ALTERIDADES GUERREIRAS: UMA ANÁLISE COMPARADA ENTRE HOMERO E EURÍPIDES

Bruna Moraes da Silva

Resumo


Propomos, no presente artigo, analisar através da Ilíada, de Homero, da Ifigenia em Áulis e da Fenícias de Eurípides, as identidades e alteridades do guerreiro na Antiguidade arcaica e clássica, isto e, as maneiras de como se agir e não se agir em campo de batalha. Partindo da metodologia de Marcel Detienne para a História Comparada e da Análise de Discurso Francesa, iremos destacar como a epopeia e as tragédias investigadas detinham um papel formativo dentro da sociedade em que se inseriam, levando aos seus públicos os ideais bélicos a serem seguidos ou rechaçados.


Palavras-chave


Identidade; alteridade; guerreiro; Homero; Eurípides.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rh.v3i2.10974

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Bruna Moraes da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

  • INDEXADORES

AWOL - The Ancient World Online

Diadorim

Google Scholar

Latindex

 

  • INSTITUCIONAL

 

NEREIDA - Núcleo de Estudos de Representações e de Imagens da Antiguidade
Campus do Gragoatá - Rua Prof. Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O, sala 507
24210-201 - Niterói - RJ
nereida@vm.uff.br