SUBSÍDIOS PARA O ESTUDO DA TEORIA POLÍTICA DAS RELAÇÕES ENTRE CIVIS E MILITARES

Frederico Carlos de Sá Costa

Resumo


O objetivo deste artigo é fornecer subsídios
para a discussão da relação civil-militar no Brasil a partir de
1930. Pretende-se apontar algumas vertentes teóricas úteis
para o debate, bem como denunciar a esterilidade de
análises congeladas no determinismo historicista. A
discussão será elaborada a partir da crítica à teoria
huntingtoniana, considerada unilinear, unidimensional e
normativa, e da compreensão da relação civil-militar
inserida em contextos com um grau maior ou menor de
cultura política, seguindo o raciocínio de Samuel Finer. Os
subsídios aqui fornecidos concentram-se em: a) cultura
política: b) adequação do controle civil à democracia


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.0000/hoplos.v1i1.13207

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Hoplos



 

Realização:

                            

 

 

Indexadores: