SOBRE HIDROCARBONETOS E INVÓLUCRO POR POTÊNCIAS: AS DINÂMICAS GEOPOLÍTICAS DA REGIÃO DO CÁSPIO

Túlio Cezar de Oliveira Bunder

Resumo


região do Cáspio, rica em recursos energéticos, é foco de
disputa entre diversos atores globais e regionais, como China, Estados
Unidos e Rússia. Seu posicionamento geoestratégico, assim como a grande
necessidade de diversificação da oferta mundial de hidrocarbonetos, faz da
região um polo de extrema importância para as disputas energéticas no
século XXI. Por isso, o presente trabalho busca contribuir no debate dos
conflitos pelos recursos energéticos, um campo nas Relações
Internacionais com poucas produções comparadas a outras temáticas.
Deste modo, o objetivo do presente trabalho é elucidar a importância
geoestratégica e as instabilidades da Região do Cáspio para o cenário
energético mundial. Para tal, serão brevemente analisados: os recursos
energéticos da região; seus principais focos de instabilidade interna; uma
análise geopolítica da região; e, por fim, o chamado “Novo Grande Jogo”.
Pôde-se compreender a Região do Cáspio como: uma vasta área do
continente eurasiano, detentora de importantes reservas de
hidrocarbonetos; constituída por diversos atores interconectados em vários
círculos sobrepostos; e, com seus aspectos de segurança caracterizados
pelo multi-nível e abrangência. A luta pelo controle sobre as rotas dos
dutos da bacia do Cáspio para os mercados internacionais representa um
dos maiores embates da geopolítica energética mundial.




DOI: https://doi.org/10.0000/hoplos.v2i2.28785

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Hoplos



 

Realização:

                            

 

 

Indexadores: