CORPO-NA-RUA: A Micropolítica na Corpografia de Ricardo Alvarenga

Danillo Silva Barata, Hanna Cláudia Freitas Rodrigues

Resumo


A partir da cartografia corporal da cidade (Corpografia), do artista Ricardo Alvarenga, em sua ação direta denominada Jesus 3:30pm – One Year Performance, no fito de entender a micropolítica dos afetos, do desejo, do cotidiano e das resistências moleculares incursas em seu fazer, aventuro conceber a noção de corpo-na-rua, por meio de analogias em uma trama teórico-filosófica. Verão, portanto, espelhos curatoriais de uma seleção de foto-performances do Ricardo, que refletem a potência comunicacional provinda da alteridade entre um corpo que traceja lugar e um espaço corporado, numa experiência de si que desagua na criação de cidades subjetivas. Aposto na corpografia como caminho metodológico para tornar inteligível os contornos conceituais do que chamo corpo-na-rua – objetivo central desta investigação.

Palavras-chave


Cotidiano; Corpo; Micropolítica

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPBELL, Brìgida; TERÇA-NADAL, Marcelo. Intervalo, respiro, pequenos deslocamentos: Ações poéticas do Poro. São Paolo: Radical Livros, 2011.

CARERI, F. Walkscapes: O caminhar como prática estética. Tradução Frederico Bonaldo. I ed. São Paulo: Editora G. Gill, 2013.

CLARK, Lygia. Breviário sobre o corpo. São Paulo: Fundació Antoni Tàpies, 1997.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: Artes de fazer. Petrópolis: Editora Vozes, 1998.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: Capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Editora 34, 1996.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Levantes. São Paulo: Edição Sesc São Paulo, 2017.

ESCÓSSIA, Liliana; KASTRUP, Virgínia. PASSOS, Eduardo, (org). Pistas do método da cartografia: Pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2009.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1989.

GUATTARI, Félix. Caosmose: Um novo paradigma estético. São Paulo: Editora 34, 1992.

GUATTARI, Félix; ROLNIK, Suely. Micropolítica: Cartografias do desejo. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1996.

HANSEN, Marck B. N. Bodies in code. Interfaces with Digital Media. New York, London: Routledge, Taylor and Francis Group, 2006.

HEIDEGGER, M. Conferências e Escritos filosóficos. Tradução e notas de Ernildo Stein. 1970.

______, M. Introdução à Metafísica. Tradução e notas Emmanuel Carneiro Leão. Rio de Janeiro: Ed. Tempo Brasileiro, 1978.

______, M. Seminários de Zollikon. Tradução Àngel Xollocotzi Yãnès. México: Editorial Herder, 2013.

______, M. Ser e Tempo. Tradução de Marcia Sá Cavalcante Schuback. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2005.

JACQUES, Paola Berenstein. Corpografias Urbanas. Revista Vitruvius – Seção Arquitexto – 093.07. São Paulo, 2008.

LÉVINAS, Emmanuel. Da existência ao existente. Campinas: Parpirus, 1998.

MORAES, Eliane Robert. O corpo impossível. São Paulo: Iluminuras LTDA, 2002.

OITICICA, Hélio Aspiro ao grande labirinto. Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

PELBART, Piter Pál. Poder sobre a vida, potência de vida. Revista Lugar Comum: Estudos de Mídia, Cultura e Democracia, n. 17. Rio de Janeiro, 2002.

ROLNIK, Suely. Cartografia Sentimental. Transformações contemporâneas do desejo. São Paulo: Editora Estação Liberdade, 1989.

SWAIN, Tânia Navarro. Identidade Nômade: Heterotopias de mim in Imagens de Foucault e Deleuze: Ressonâncias nietzschianas. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v12i3.22657

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681