Ciberjornalismo e construção social do entretenimento

Carlysângela Silva Falcão, Alfredo Vizeu Pereira Junior

Resumo


Este estudo pretende refletir sobre a influência que o ciberjornalismo tem na forma como o público percebe a realidade no cotidiano. Para isso, analisa-se a predominância de pautas com temáticas ou abordagens ‘divertidas’ (relativas ao entretenimento) nas páginas principais do portal pernambucano NE10 e a relação que tal fenômeno tem com a construção dialética de uma realidade associada à cultura do entretenimento. Para tanto, buscou-se desenvolver questões teóricas sobre a construção social e sua relação com o jornalismo e com a sociedade, entendendo esta como público e sujeito dos acontecimentos. Além dessa reflexão, procurou-se, por meio da análise de conteúdo das chamadas/manchetes, entender a presença significativa no portal de pautas com elementos lúdicos e o interesse do público por este tipo de material.


Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Leonel Azevedo de. Entretenimento: valor-notícia fundamental. Revista Estudos em Jornalismo e Mídia, ano V, nº 1, 1º semestre de 2008.

ALMEIDA, Melissa Ribeiro de. Webjornalismo e a Cultura do Entretenimento. BOCC - Biblioteca Online de Ciências da Comunicação, 2009. Disponível em: < http://www.bocc.ubi.pt/pag/bocc-almeida-webjornalismo.pdf >. Acesso em: 13 de jul. de 2011.

ALSINA, Miguel Rodrigo. La construcción de la noticia. Barcelona: Paidós, 1989.

BERGER, Peter; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. 12.ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

DEJAVITE, Fabia Angélica. A Notícia light e o jornalismo de infotenimento. Trabalho apresentado no VI Encontro de Núcleo de Pesquisa – NP – Jornalismo. XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, promovido pela Intercom: Santos/SP, 29 de agosto a 2 de setembro de 2007.

______. INFOtenimento: informação + entretenimento no jornalismo. São Paulo: Paulinas/Sepac, 2006.

FALCÃO, Carlysângela Silva. Análise dos Critérios de Noticiabilidade na web. Um estudo do JC Online. Recife. 2010. Monografia (Graduação) – Curso de Comunicação Social/Jornalismo, Universidade Federal de Pernambuco, Recife. Orientador: prof. Dr. José Afonso da Silva Júnior.

GABLER, N. Vida, o filme: como o entretenimento conquistou a realidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

McCOMBS, M. E, SHAW, D. L. The evolution of agenda-setting: twenty five years in the markeplace ideas. Journal of Communication, v. 43, n. 2, p.58-67,1993. p.58-67.

PEREIRA JÚNIOR, Alfredo V. Telejornalismo: o conhecimento do cotidiano. Disponível em: http://migre.me/7zsyP. Acesso em: 10 de jan. de 2012.

RIFKIN, J. A era do acesso: a transição de mercados convencionais para networks e o nascimento de uma nova economia. São Paulo: Makron Books, 2001.

SCHUTZ, Alfred. El problema de la realidad social. 2. ed. 1.reimp. Buenos Aires: Amorrortu, 2003. p.7-32.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo, porque as notícias são como são. Vol. 1. 2ª ed. Florianópolis: Insular, 2005.

WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. 6. ed. Lisboa: Editorial Presença, 2001.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v3i3.9693

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681