Catástrofes ambientais na mídia: narrativas das chuvas de 1966 e 2

Marta de Araujo Pinheiro

Resumo


A imprevisibilidade e a devastação das catástrofes demandam uma explicação para dar alguma causalidade ao acontecimento, atribuir-lhe suas origens possíveis e indicar o que poderá ser feito. Diante dessas questões, pretende-se identificar como os meios de comunicação narram os “desastres naturais” a partir do cenário contemporâneo da mudança climática. Uma análise comparativa sobre a cobertura jornalística no “O Globo” de dois acontecimentos ocorridos em temporalidades distintas, e que supostamente sinalizariam concepções singulares sobre as catástrofes naturais, permite identificar as transformações discursivas entre estes dois momentos: os fortes temporais ocorridos no Estado do Rio de Janeiro nos anos de 1966 e 2011

Palavras-chave


Comunicação; Catástrofes; Chuvas; Rio de Janeiro

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, M. e POZOBON, R. Entre o céu e a terra: a cobertura das catástrofes e o discurso das autoridades. In. RUMORES, n. 14, vol. 7, julho-dezembro, 2013. p. 119-137.

ARADAU, C. Resilience: international policies, practices and discourses. In: Resilience, mai, 2014, p. 73-87.

BANKOFF, G. Comparing vulnerabilities: toward charting an historical trajectory of disasters. Historical social research: 2007, 32(3):103-114. ,

CALHOUN, C. The idea of emergency: humanitarian action and global (dis)order. In: FASSIN, D. E PANDOLFI, M. (orgs) Contemporary states of emergency. NY: Zone Books, 2013. p. 29-58

CLAVANDIER. G. La mort collective. Pour une sociologie des catastrophes. Paris: CNRS, 2004

FOUCAULT, Michel. Le souci de verité (1984). In: Dits et écrits, tome 4 (1976-1988). Paris: Gallimard, 1994. p. 646-649

HEWITT, Kenneth, “The Idea of Calamity in a Technocratic Age”, in Kenneth Hewitt (org.), Interpretations of calamity. 1983. London: Unwin-Hyma, 3-32.

HOFFMAN, Susanna; SMITH, Anthony Oliver (eds.). Catastrophe & culture: the anthropology of disaster. School for Advanced Research Press, USA, 2002.

IDMC - The Internal Displacement Monitoring Centre. Disponível in: http://www.internal-displacement.org/. Acesso em: 15 de março de 2015.

PARIZZI, M.P. Desastres naturais e induzidos e o risco urbano. In: Geonomos, 22(1), 1-9, 2014 Disponível em: www.igc.ufmg.br/geonomos. Acesso outubro de 2014.

PROGRAMA das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Relatório do desenvolvimento humano 2013. Disponível em: http://www.pnud.org.br/arquivos/rdh-2013.pdf. Acesso em: 09 de março de 2014.

REVET, Sandrine e LANGUMIER, J. (dir.) Le gouvernement des catástrofes. Paris: Karthala, 2013

TADDEI, Renzo. e GAMBOGGI, Ana Laura. Etnografia, meio ambiente e comunicação ambiental. In.: Caderno pedagógico, Lajeado, v. 8, n. 2, p. 09-28, 2011.

VAZ, P. e RONY, G. Políticas do sofrimento e as narrativas midiáticas de catástrofes naturais. Famecos, 18 (1), 2011: p. 212-234.

WALTER, François. Catastrophes: une histoire culturelle, XVIe-XXIe siècle, Paris, Seuil, 2008.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v7i7.9753

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681