#CONTRATARIFA: Produção e Circulação de Hashtags pelo Jornalistas Livres

Maria Clara Aquino Bittencourt

Resumo


Como parte de uma pesquisa que investiga processos de produção e circulação de informação no contexto dos movimentos em rede, através de análises sobre a atividade comunicacional do que chamamos de coletivos midiáticos, nosso objetivo aqui é identificar, através de um estudo de caso, como as hashtags são utilizadas pelo coletivo midiático Jornalistas Livres, na cobertura de um dos atos contra o aumento da passagem do transporte público, em São Paulo, acontecido no dia 21 de janeiro de 2016. Avaliamos o impacto do uso das hashtags na produção e circulação de conteúdo pelo grupo e a potencialidade da prática para o aumento da visibilidade dos conteúdos que um coletivo produz e coloca em circulação em diferentes ferramentas de comunicação digital que utiliza.

Palavras-chave


hashtags; produção e circulação; coletivos midiáticos; Jornalistas Livres

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO BITTENCOURT, M.C. Hipertexto 2.0, folksonomia e memória coletiva: um estudo

das tags na web. E-Compós (Brasília) n. 9, nov. 2007. Disponível:

http://www.compos.org.br/seer/index.php/e-compos/article/viewArticle/165. Acesso: 04/04/16.

___________________________. O hipertexto como potencializador da memória coletiva: um

estudo dos links na web 2.0. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do

Sul. 2008. 175p. Disponível: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/12761/

pdf?sequence=1 Acesso: 04/04/16.

___________________________. Convergência entre Televisão e Web: proposta de

categorização analítica. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Saul.

208p. Disponível: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/72495 Acesso: 06/04/16.

AMORIM, F.; ANGONESE, M. O medo na rede: o reflexo no Twitter da violência nos

protestos de junho de 2013. Trabalho apresentando no XXIV Encontro Nacional da Compós.

Anais... Disponível: http://www.compos.org.br/biblioteca/compos-2015-33047d40-aa7b-4fd9-

-5d92582e7df7comautoria_2744.pdf Acesso: 06/04/16.

BASTOS, M.T.; RECUERO, R.; ZAGO, G. Taking Tweets to the Streets: a spatial analysis of

the Vinegar Protests in Brazil. In: First Monday, v. 19, n.3. 2014b. Disponível:

http://firstmonday.org/ojs/index.php/fm/article/view/5227 Acesso: 07/04/16

BRAGA, J.L. Circuitos versus campos sociais. In: MATTOS, MA. JANOTI JUNIOR, J.;

JACKS, N. Mediação e Midiatização. Livro Compós2012. Salvador, Brasília. EDUFBA,

Compós, 2012.

FAUSTO NETO, A. Fragmentos de uma analítica da midiatização. Revista Matrizes, n. 2, abril

Disponível:http://200.144.189.42/ojs/index.php/MATRIZes/article/ view/5236/5260

HJARVARD, S. A midiatização da cultura e da sociedade. São Leopoldo: Editora Unisinos,

NOVELLINO, M.F.S. Instrumentos e metodologias de representação da informação. In: Inf.,

Londrina, n.2, jul/dez. 1996.

AQUINO BITTENCOURT 39

JENKINS, H.; FORD, Sam; GREEN, Joshua. Spreadable media: creating value and meaning in

a networked culture. New York University, 2013.

DREYFUS, H. On the Internet. Londres: Routledge, 2001.

MALINI, F.; GOUVEIA, F.; CIARELLI, P.; CARREIRA, L.; HERKENHOFF, G.;

REGATTIERI. L.; LEITE, M.V. #VemPraRua: narrativas da revolta brasileira. Trabalho

apresentado no Grupo de Interés Comunicación Digital, Redes y Procesos. XII Congresso da

ALAIC – Associação Latinoamericana de Investigadores da Comunicação. Limpa/Peru, 2014.

Disponível: http://www.labic.net/wp-content/uploads/2015/09/VemPraRua-Narrativas-daRevolta-brasileira.pdf

Acesso: 07/04/06

PARISER, E. O filtro invisível: o que a internet está escondendo de você. Rio de Janeiro:

Zahar, 2012.

PRADO, M. Ciberativismo e noticiário: da mídia torpedista às redes sociais. Alta Books

Editora: Rio de Janeiro, 2015

VOSSEN, G.; HAGEMANN, S. Unleashing Web 2.0. From concepts to creativity. Burlington:

Elsevier, 2007.

RECUERO, R.; ZAGO, G.; BASTOS, M.T. O Discurso dos #ProtestosBR: Análise de

Conteúdo do Twitter. In: Revista Galáxia (Online), 2014a. Disponível:

http://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/17911 Acesso: 07/04/16

RECUERO, R.; ZAGO, G.; BASTOS, M.T.; ARAÚJO, R. Hashtags Functions in the Protests

Across Brazil. In: Sage Open, v. 1, p. 1-20, 2015 Disponível:

http://sgo.sagepub.com/content/5/2/2158244015586000. Acesso: 07/04/16

TORET, J. Una mirada tecnopolítica sobre los primeros días del #15M, Tecnopolitica, Internet

y Revoluciones sobre la Centralidad de Redes Digitalez en #15M. Barcelona: Icaria Editorial,

WAL, T.V. Explaining and showing broad and narrow folksonomies. 2005. Disponível em:

http://www.vanderwal.net/random/entrysel.php?blog=1635. Acesso: 07/04/16




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v9i9.9779

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681