Memória no Facebook: o caso “Maria do Resguardo”

Leticia Cantarela Matheus, Rafaella Prata Rabello

Resumo


O artigo analisa o papel que fotografias antigas de ambientes urbanos, atualmente consumidas em fanpages no Facebook, apresentam na construção de memórias coletivas nas cidades. A pesquisa se insere em uma perspectiva sobre novas formas de processamento social de memória em ambientes digitais, com enfoque nas dinâmicas das redes sociais. Para este estudo, foi selecionado um conjunto de interações que se deram entre os seguidores da fanpage “Maria do Resguardo”, dedicada à memória de Juiz de Fora (MG), em torno de uma única postagem em abril de 2016, que obteve mais de 24 mil visualizações. O post mostrava a fotografia de uma praça. Usou-se como método o conceito de dialogismo de Bakhtin para trabalhar as citações mútuas e antecipações discursivas, além de termos nos apoiado na etnografia voltada para meios digitais.


Palavras-chave


Memória; Espaço; Imagem; Cidade; Fotografia.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Marxismo e Filosofia da Linguagem. SP: Hucitec, 2009.

BENJAMIN, W. Origem do drama barroco alemão. SP: Editora Brasiliense S.A, 1984.

CANDAU, J. Memória e Identidade. SP: Contexto, 2011.

CASTELLANO, M.; MEIMARIDIS, M.. Produção televisiva e instrumentalização da nostalgia: o caso Netflix. Revista GEMInIS, São Carlos, UFSCar, v. 8, n. 1, pp.60-86, jan. / abr. 2017.

DIDI-HUBERMAN, G. A imagem sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby Warbur. RJ: Contraponto, 2013.

FERRAZ, T.. Activating Nostalgia: Cinemagoers? performances in Brazilian movie theatres reopening and protection cases. Medien & Zeit, v. 4, p. 72-82, 2017.

FRAGOSO, S.; RECUERO, R; AMARAL, A. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre (RS): Sulina, 2011.

GAUZISKI, D. AMARO, F. GANÇALVES, F. Materialidade e memória do Rio de Janeiro nas fotografias de Augusto Malta e do projeto Rio 365. Revista GEMInIS, v. 2, n. 2 Ano 4 (2013).

HALBWACHS, M. A memória coletiva. SP: Editora Revista dos Tribunais Ltda, 1990.

HAVELOCK, E. A. A Revolução da Escrita na Grécia Arcaica. SP: Unesp, 1996.

HENRIQUES, R. Memória e virtualidade: as relações entre memória e internet. Projeto de Doutorado em Memória Social. RJ: UNIRIO, 2012.

LEITE, M. M.. Retratos de Família. Leitura da Fotografia Histórica. SP: Edusp, 2001.

LISIEUX, D.O.; RABELLO, R.P. ; MUSSE, C. F.. As redes sociais como lugar de memória no Brasil: o caso da Comissão Nacional da Verdade no Facebook. Comunicação ibero-americana: os desafios da Internacionalização. Livro de Atas do II Congresso Mundial de Comunicação ibero-americana, v. 1, p. 55-63, 2014.

MCLUHAN, M.. Os meios de comunicação como extensões do homem. SP: Cultrix, 1974.

MUSSE, C. F.; ARANTES, H.S.. Telejornalismo e memória: narrando a cidade pelas histórias de vida. Tríade: revista de Comunicação, Cultura e Mídia, v. 1, p. 381-397, 2014.

MUSSE, C. F.. Telejornalismo e memória:narrando a cidade pelas histórias de vida. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación Online, v. 10, p. 87, 2013.

MUSSE, C. F.. Televisión, de la ciudad y la memoria: la configuraci´n del espacio urbano de la narrativa audiovisual. Avatares comunicación cultural, v. 1, p. 57, 2012.

OLIVEIRA, T. M. de. Memória e cidade sensível: Fortaleza e Rio em comentários no Facebook. 2015. 173 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, RJ, 2015.

ONG, W. Orality and Literacy. USA/Canada: Routledge, 2002.

PEREIRA, V.. Compreendo os MEDIA – Mídias, entretenimento, design, informação e artes: as extensões da comunicação. Goiânia (GO), Compós, 2016.

POLIVANOV, B. Dinâmicas identitárias em redes sociais: Estudo com participantes de cenas de música eletrônica no Facebook. RJ: Multifoco, 2014.

POLLAK, M.. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, RJ, v. 2, n.3, 1989.

RABELLO, R.P.; MUSSE, C.F. La ciudad resignificada por la memoria: el blog y la fanpage ‘Maria do Resguardo’. Comunicación y médios, v. 1, p. 73-88, 2016.

RABELLO, R.P.; MUSSE, C.F.. Facebook e o compartilhamento de memórias da cidade no coletivo digital. Tríade: Comunicação, Cultura e Mídia, v. 3, p. 26-44, 2015.

RABELLO, R.P.; OLIVEIRA, D. L.; MUSSE, C.F.. O caráter memorial das interações na fanpage 'Maria do Resguardo'. Revista Parágrafo, v. 2, p. 133-148, 2014.

RECUERO, R.. Diga-me com quem falas e dir-te-ei quem és: a conversação mediada pelo computador e as redes sociais na internet. Revista da Famecos, Vol. 1, No 38 (2009).

SAMUEL, R.. Theatres of Memory. Past and Presente in Contemporary Culture. London/NY: Verso, 2012.

SILVA, A. Álbum de família: a imagem de nós mesmos. SP: Editora Senac São Paulo, 2008.

YATES, F.. The Art od Memory. London: Bodley Head, 2014.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v11i3.9852

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681