Alternativas para a saúde no Brasil

Marcos Paulo Friedrich, Renato Luiz da Silva, Julio Cesar Ferro de Guimarães, Kenny Basso

Resumo


Em 2011 a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) lançou a resolução nº 259 que regulamenta os prazos máximos para o agendamento de consultas, exames e cirurgias, buscando fiscalizar melhor o setor privado da área de saúde no Brasil. Devido a esta regulamentação, o mercado de saúde privada criou o cartão de descontos, que não se enquadra na fiscalização da ANS. Nesse contexto, o Centro Assistencial SM, que hoje oferece um cartão de descontos para atendimentos ambulatoriais para a população das classes C e D, precisa definir se vai diversificar os produtos oferecidos, abrangendo também as classes A e B. O objetivo deste caso de ensino é proporcionar a reflexão e discussões sobre os temas como empreendedorismo, estratégias de mercado, contexto do setor da saúde no Brasil e marketing de produtos e serviços, além das dificuldades enfrentadas por gestores para tomar decisões estratégicas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12712/rpca.v11i3.983

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-2596

Avaliação Qualis 2015 - B2 - Na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.