Sol, chuva e temporal: o significado do trabalho informal sob a perspectiva dos camelôs que trabalham no centro da cidade de Manaus

Sueny Ferreira Gomes, Armando Araújo de Souza Júnior, Geraldo Vieira da Costa

Resumo


Este artigo apresenta um estudo sobre o significado do trabalho informal sob a ótica dos camelôs que trabalham no centro da cidade de Manaus - AM. Foi realizada uma pesquisa de natureza qualitativa, de cunho descritivo e baseada em dados coletados por meio de entrevistas semiestruturadas. As conclusões apontam que a informalidade se molda de acordo com as características da história, rotina, temores e pretensões da categoria, se tornando assim parte da identidade do camelô. Ademais, constata-se a falta de oportunidades que os camelôs têm em reivindicar suas pautas junto ao sindicato e a própria prefeitura da cidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12712/rpca.v13i3.29305

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-2596

Avaliação Qualis 2015 - B2 - Na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.