OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DE MASSA E A ABSORÇÃO DE SIMBOLISMOS NOS HÁBITOS DE CONSUMO DO BRASILEIRO

Luiz Felipe Jordão Souza

Resumo


O objetivo deste estudo é tecer reflexões em torno da absorção de simbolismos no ato de consumir do brasileiro e sua a articulação com o uso dos meios de comunicação de massa por parte dos EUA. Utilizando dados coletados de pesquisas que visam compreender ao perfil de consumo de mídia do brasileiro e suas potencialidades no âmbito socioeconômico, foi traçado um paralelo que relaciona ações externas, interferências e absorções presentes na relação dos que produzem, transmitem e consomem. Constatou-se que a ressignificação de consumo sob a ótica capitalista dissemina seus produtos de maneira que seja naturalizado como necessidade, utilizando largamente os meios de comunicação. Logo, todas as variantes nessa relação identitária do consumidor x mercado estão submetidas à “sociedade do consumo”.


Palavras-chave


Cultura. Padrões de Consumo. Mídia.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRUDA, José Jobson de Andrade. A crise do capitalismo liberal. In: FILHO, Daniel Aarão Reis; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste (Org.). O século XX. O tempo das crises. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000, v. 2, p. 11-34.

BAUDRILLARD, Jean. A sociedade de consumo. 3. ed. Portugal: Edições 70, 2008. 270 p.

BAUMAN, Zygmunt. Vidas para consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. Rio de janeiro: Zahar, 2008. 200 p.

CANZIAN, Fernando. O rolê do Brasil. Folha de S.Paulo, São Paulo, 24 jan. 2019. Coluna, p. 4. Disponível em . Acesso em: 13 out. 2018.

GONÇALVES, Mauricio Reinaldo; MARTINS, Maria Helena Pires. Cinema de

Hollywood nos anos trinta, o American Way of Life e a sociedade brasileira. 1996. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação), Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1996.

KANTAR IBOPE MEDIA. O consumidor de mídia brasileiro. 2016. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2018.

MARTINS, Ana Caroline Siqueira; MARTINS, Carla Cristina Siqueira. Cultura, Consumo e mídia: o espetáculo “Moda” está no ar!. Iara: Revista de Moda, Cultura e Arte, v. 8, p. 41-54, 2016.

ROMANI, Giovana. 1,3 milhão de roupas falsificadas foram apreendidas no último ano no Brasil. O Estado de S.Paulo, São Paulo, 04 mar. 2015. Coluna, p. 3. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2018


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Luiz Felipe Jordão Souza