Sem margem, sem caderno

Josette Trépanier

Resumo


A desenvoltura é a expressão de uma denegação em face dos valores aos quais se recusa reconhecer a importância. É, então, uma noção essencial para pensar a arte contemporânea, pois reporta-se a um comportamento que questiona a autoridade. Nesta ótica, tento analisar aqui as conseqüências da atitude irônica de certos artistas modernos e pós-modernos sobre essas grandes figuras de autoridade que representavam, no passado, o artista, a obra de arte e o poder institucional. Tentarei apreender em que a desenvolta, verificada na arte de nossos dias, difere daquela apresentada por Castiglione e Nietzsche.

Palavras-chave


desenvoltura; arte contemporânea; cinismo

Texto completo:

PDF

Referências


Sem Referências.




DOI: https://doi.org/10.22409/poiesis.912.195-208

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Josette Trépanier