Por uma Dança Frouxa: um pensar-fazer desconstrucionista em Dança

Sérgio Pereira Andrade

Resumo


Reflexão sobre o pensar-fazer desconstrucionista em Dança a partir do fenômeno do “afrouxamento”, para contribuir com o pensamento pós-colonial na Dança. Para tal, analisa-se o projeto de desconstrução de Derrida, dialogando com outros autores que já se debruçaram sobre o tema, articulando assim sua aplicabilidade no campo da Dança. Como recorte observacional, a análise é focada na atuação do Grupo CoMteMpu’s.

Palavras-chave


dança; desconstrução; afrouxamento; pós-colonial na dança

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, S. P.; Lobato, L F.. (2008). Derrida e a Perspectiva Desconstrucionista do Padrão da Dança. Artigo publicado pela ABRACE. Belo Horizonte: disponível no site www.portalabrace.org.

Derrida, J. (1973). Gramatologia. São Paulo: Perspectiva/Editora da Universidade de São Paulo.

Duque-Estrada, P. C. (2007). Desconstrução e incondicional responsabilidade. In: Revista CULT - Dossiê: Psicanálise, linguagem, justiça, arquitetura e desconstrução na obra de Jacques Derrida. Deyse Bregantini (Ed.). São Paulo: Bragantini, p. 53-55.

Filho, J. S. (2007). Derrida e a defesa da honra da razão. In: Revista CULT - Dossiê: Psicanálise, linguagem, justiça, arquitetura e desconstrução na obra de Jacques Derrida. Deyse Bregantini (Ed.). São Paulo: Bragantini, p. 41-43.

Geertz, C. (2006). O Saber Local, Novos Ensaios em Antropologia Interpretativa. Rio de Janeiro: Ed. Vozes.

Johnson, C. (2001). Derrida, A cena da escritura. São Paulo: UNESP.

Lechte, J. (2003). 50 Pensadores Contemporâneos Essenciais: do estruturalismo à pós-modernidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil Ltda.

Silva, E. R. (2005). Dança e Pós-Modernidade. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia – EDUFBA




DOI: https://doi.org/10.22409/poiesis.1013.71-80

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Sérgio Pereira Andrade