Voz, verso e avesso

Lucila Tragtenberg

Resumo


Este artigo versa sobre processos de criação das interpretações trilhadas pela voz em canções do CD voz, verso e avesso, que reúne composições de Livio Tragtenberg e poemas e transcriações de Haroldo de Campos. Serão desveladas aproximações entre a palavra do poeta e a palavra musicada imersas em estilos musicais diferenciados. As memórias e as partituras utilizadas atuarão como bússolas, em virtude da ausência de registros escritos sobre suas interpretações. Este é inaugural.

Palavras-chave


processos de criação; palavra; canto

Texto completo:

PDF

Referências


APPEL, Willi. Harvard Dictionary of Music, 2nd ed. Cambridge: Harvard University Press, 1972.

BATESON, Gregory. Mente e natureza. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1986.

CAMPOS, Haroldo de. Qohélet, O-que-Sabe: Eclesiastes: poema sapiencial. São Paulo: Perspectiva, 1990.

CAMPOS, Haroldo de. Bere’shit: a cena da origem (e outros estudos de poética bíblica). São Paulo: Perspectiva, 1993.

SALLES, C. Arquivos de criação: arte e curadoria. São Paulo: Horizonte, 2010.

STANLEY, S. (Ed). Dicionário Grove de música. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994.

VARELA, et al. A mente corpórea: ciência cognitiva e experiência humana. Lisboa: Instituto Piaget, 1991.




DOI: https://doi.org/10.22409/poiesis.1218.15-26

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Lucila Tragtenberg