A crítica de arte brasileira: Mário Pedrosa, as décadas de 1950 e 2000 em discussão

Sabrina Parracho Sant'Anna

Resumo


Este artigo procura discutir a obra de Mário Pedrosa do ponto de vista de sua recepção pela crítica de arte contemporânea. Busca-se de entender os modos pelos quais a trajetória de Pedrosa vem sendo atualmente acionada para justificar diferentes projetos para a arte contemporânea.

Palavras-chave


Mário Pedrosa; crítica de arte; Ferreira Gullar; Márcio Doctors

Texto completo:

PDF

Referências


Amaral, Aracy. “Mario Pedrosa: um homem sem preço”. In: Marques Neto, José Castilho (org.), Mario Pedrosa e o Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2001.

Arantes, Otília Beatriz Fiori. Mario Pedrosa: Itinerário crítico. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

Belting, Hans. O fim da História da Arte. São Paulo: Cosac e Naify, 2006

Bourdieu, Pierre. “A ilusão biográfica”. In: Razões Práticas: sobre a teoria da ação. Campinas: Papirus editora, 1999.

Brito, Ronaldo. “Lições avançadas do Mestre Pedrosa”. In: Sueli Lima (org.). Experiência Crítica. São Paulo: Cosac e Naify, 2005.

Clifford, J. “On Ethnographic Authority”, in: The predicament of Culture: twentieth century ethnography, literature and art. Cambridge: Harvard UP, 1988.

Danto, Arthur. Após o fim da arte: A arte contemporânea e os limites da história. São Paulo: Odysseus Editora, 2006.

Doctors, Marcio. A radicalidade do real. In: Ricardo Basbaum (Org.). A Arte Contemporânea Brasileira. Rio de Janeiro: Contra-Capa, 2001.

Dresdner, Albert. La Genèse de la critique d’art. Paris: École Nationale des Beaux-Arts, 2005.

Ferreira, Glória. Crítica de Arte no Brasil: temáticas contemporâneas. Rio de Janeiro: Funarte, 2006.

Foucault, Michel. Os intelectuais e o poder. In: Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

Foucault, Michel. A Arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

Funarte. Entrevista com Mario Pedrosa para o Projeto Memória INAP. Rio de Janeiro: 02.08.1879.

Galanternick, Nina. Entrevista concedida por Ferreira Gullar para o Projeto Casa Aberta NUSC/FAPERJ. Rio de Janeiro: 13.04.09,

Galanternick, Nina. Entrevista concedida por Marcio Doctors para o Projeto Casa Aberta NUSC/FAPERJ. Rio de Janeiro: 04.05.09.

Gullar, Ferreira. Argumentação contra a morte da arte. Rio de Janeiro: Editora Revan, 1999.

Lyotard, Jean-François. A condição pós-moderna. Rio de Janeiro: José Olympio, 1998.

Osorio, Luiz Camillo . Razões da crítica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005

Pedrosa, Mario. Dos murais de Portinari aos espaços de Brasília. Aracy Amaral (Org.). São Paulo: Editora Perspectiva, 1981.

Pedrosa, Mario. A pisada é esta (Memórias). In: Mario Pedrosa: arte, revolução, reflexão. Catálogo de exposição. Rio de Janeiro: CCBB, 1992.

Pedrosa, Mario. Mundo, homem, arte em crise. Aracy Amaral (Org.). 2ª ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 1986.

Pedrosa, Mario. Política das Artes. Otília Arantes (Org.). São Paulo: EDUSP, 1995.

Pedrosa, Mario. Acadêmicos e modernos. Otília Arantes (Org.). São Paulo: EDUSP, 1998.

Pedrosa, Mario. Modernidade cá e lá. Otília Arantes (Org.). São Paulo: EDUSP, 2000.

Salztein, Sônia. “Mario Pedrosa: crítico de arte”. In: Marques Neto, José Castilho (org.), Mario Pedrosa e o Brasil. São Paulo: Editora

Fundação Perseu Abramo, 2001.

Trindade, Mauro. Transformação: a crítica de artes visuais nos jornais cariocas nos anos 90. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro: EBA/UFRJ, 2008.

Trindade, Mauro. “Crítica em transformação”. Entrevista. In: Papel das Artes. Rio de Janeiro: 08/2007, no 1. p. 6-8.

Venâncio Filho, Paulo. História, cultura periférica e a nova civilização da imagem. In: Ferreira, Glória (org.). Crítica de Arte no Brasil: temáticas contemporâneas. Rio de Janeiro: Funarte, 2006.

Villas Bôas, Glaucia. “A estética da conversão: o ateliê do Engenho de Dentro e a arte concreta carioca (1946-1951)”. In: Tempo Social. Vol.20 no.2. São Paulo: Nov. 2008.




DOI: https://doi.org/10.22409/poiesis.1014.15-31

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Sabrina Parracho Sant'Anna