Avaliação histológica do polímero derivado do óleo de mamona (Ricinus communis) aplicado na diáfise proximal da tíbia de cães

Edilaine Sarlo Fernandes, Andréa Pacheco Batista Borges, Marlene Isabel Vargas Viloria, Luiz Gonzaga Pompermayer, Cristiane Torres Neto, Cleber Barbosa de Oliveira

Resumo


O presente trabalho teve por objetivo avaliar histologicamente a biocompatibilidade e osteointegração do polímero derivado doóleo de mamona (Ricinus communis) usado como substituto no preenchimento de falha óssea, provocada na diáfise proximalda tíbia de cães. Foi realizado um estudo experimental utilizando-se 20 cães, clinicamente sadios, que foram separados emdois grupos de dez cada. O grupo 1 recebeu tratamento com a poliuretana de mamona (PDOM) e o grupo 2, sem tratamento,foi utilizado como controle. Retirou-se um fragmento ósseo na tíbia com cerca de 10 x 5 mm de tamanho e a falha ósseaprovocada foi preenchida no grupo 1 com a poliuretana derivada do óleo de mamona. Para análises histológicas, dois animaisde cada grupo foram eutanasiados aos oito, 30, 60, 120 e 180 dias após a cirurgia. No exame histológico não foi obsevadaintegração do PDOM no grupo tratado. O reparo do defeito dos animais do grupo controle ocorreu aos 30 dias. Não foiobservada reação tipo corpo estranho nem completo reparo dos defeitos tratados com o polímero.

Palavras-chave


substitutos ósseos, biocompatibilidade, poliuretana de mamona

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV