Análise comparativa entre microbiologia convencional, ELISA e PCR para detecção de Salmonella enteritidis, S. typhimurium, S. gallinarum e S. pullorum em carne de frango contaminada artificialmente

Elci Lotar Dickel, Laura Beatriz Rodrigues, Luciana Ruschel dos Santos, Stella de Faria Valle, Fernando Pilotto, Carla Rodembush, Vera Beatriz Wald, Cláudio Wageck Canal, Vladimir Pinheiro do Nascimento

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo realizar uma análise comparativa das técnicas de Reação em Cadeia pela Polimerase(PCR) e Ensaio Imunoenzimático (ELISA – SALVIA®) com o método microbiológico convencional para detecção e SalmonellaEnteritidis (SE), S. typhimurium (ST), S. gallinarum (SG) e S. pullorum (SP) em carne de frango. As amostras foram contaminadasartificialmente com diluições de 10-7, 10-8 e 10-9 para SE e ST e de 10-4, 10-5 e 10-6 para SG e SP, com cinco repetições decada diluição, totalizando 300 análises. Os testes foram realizados em cinco diferentes laboratórios para a validação dastécnicas. Na avaliação geral dos dados obtidos, a microbiologia convencional obteve 56,67% (170/300) de recuperação dasamostras contaminadas artificialmente, enquanto as técnicas de ELISA e PCR representaram 71% (213/300) e 75% (225/300), respectivamente. A análise dos resultados de detecção de Salmonella através dos testes ELISA e PCR, em relação aomicrobiológico convencional, apresentaram diferença estatística (p=0,0001, teste de MacNemar). Não houve diferença significativaentre os resultados da PCR e do ELISA. Os resultados alcançados demonstraram que, comparado ao microbiológicoconvencional, tanto o ELISA quanto a PCR foram eficazes para detecção dos sorovares de Salmonella nas amostras de carnede frango avaliadas.

Palavras-chave


Salmonella, carne de frango, microbiológico convencional, ELISA, PCR

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV