Determinação de variáveis bioquímicas em eqüinos antes e após a participação em prova de enduro

Carla Braga Martins, Cesar Andrey Galindo Orozco, Flora Helena Freitas D’Angelis, Eduardo Villela Villaça Freitas, Fabiana Garcia Christovão, Antonio de Queiroz Neto, José Corrêa de Lacerda Neto

Resumo


Doze fêmeas eqüinas sadias foram introduzidas em programa de treinamento físico com seis semanas de duração, paraparticipação em provas de enduro na FCAV – UNESP/Jaboticabal. Ao final do período de treinamento, foi realizado um exercícioteste (ET), num percurso de 40km de extensão. Foram coletadas amostras de sangue para a determinação sérica de proteínastotais, albumina, uréia, creatinina, sódio, potássio, creatina quinase (CK) e aspartato aminotransferase (AST) e plasmáticasde glicose, amônia e fibrinogênio, antes e imediatamente após a prova, assim como 0,5; 6; 24 e 48 horas após. Foramregistradas elevações na concentração de amônia, proteínas totais e CK, e diminuição na concentração de potássio. As outrasvariáveis bioquímicas analisadas não mostraram alterações significativas no decorrer e ao final do ET. As variáveis bioquímicasestudadas apresentaram valores dentro dos limites fisiológicos para a espécie eqüina durante e após o término dopercurso, indicando que o teste de esforço realizado não foi capaz de determinar fadiga nesses animais.

Palavras-chave


bioquímica sangüínea, eqüinos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV